PRINCIPAL    EQUIPE    LIVRO DE VISITAS    LINKS    ARQUIVO DE ATUALIZAÇÕES    ARQUIVO DE COLUNAS    CONTATO

WIC TAVARES

WIC TAVARES

            

          

        Nome completo: Wictoria Pereira Tavares

   

        Ano de nascimento: 
1996


 

 


                                                     

             


Destaque na disputa de samba-enredo para o Carnaval 2022 da Unidos da Tijuca, Wic Tavares estreia como voz oficial no primeiro carnaval pós-pandemia da covid-19 na Marquês de Sapucaí. A jovem cantará ao lado do pai, o experiente intérprete Wantuir Oliveira, na própria agremiação do Borel.


Wictoria se destacou cantando o samba campeão da Tijuca para 2022. Ela gravou e defendeu na quadra “Waranã, a reexistência vermelha”, obra dos parceiros Anderson Benson, Eduardo Medrado e Kleber Rodrigues. Sua atuação, inclusive, foi muito elogiada pelo parceiro de palco, Wander Pires, que também atuou nas apresentações.


Foi na quadra da Unidos da Tijuca, aos seis anos de idade que a pequena Wictoria conheceu o carnaval, já que na época seu pai era o detentor do microfone principal da amarelo-ouro e azul-pavão do Borel. Sempre acompanhando o pai, a menina chamou atenção da reportagem da TV Bandeirantes na transmissão do desfile das campeãs em 2005. Em entrevista, a garotinha, na época com apenas oito anos de idade, respondeu à repórter Aline Pinheiro que seria a futura puxadora de samba da Unidos da Tijuca.


Wic estreou na Sapucaí em 2013 no carro de som da Inocentes de Belford Roxo no Grupo Especial, com apenas 16 anos. Ela também acompanhou Wantuir em sua passagem pela Portela, em 2014 e 2015. Aos poucos, a jovem foi trilhando caminho próprio. Foi passista na São Clemente e depois foi cantora de apoio na Beija-Flor, Viradouro, Renascer, Acadêmicos do Tucuruvi e Estácio de Sá. 


A preparação como cantora é intensa. Wic já estudou jazz, ballet afro e street dance. Aos 17 anos chegou a fazer uma participação no evento de encerramento da Copa das Confederações em 2013, dançando ao lado de Shakira. No carnaval, possui uma coach vocal para uma melhor preparação da voz nos ensaios e Avenida. 


Paralelamente dedica-se ao funk, empresariada pelo Dennis DJ. Tendo seu pai como referência musical, a nova intérprete oficial tijucana é só comemoração. É muito requisitada em gravações e na defesa de sambas nas disputas nas quadras.

Início: Inocentes de Belford Roxo, apoio de Wantuir e Thiago Brito, em 2013.
2014 e 2015 – Portela (apoio de Wantuir e Wander Pires)
2016 – Estácio de Sá (apoio de Wander Pires)
2017 – Viradouro (apoio de Zé Paulo Sierra)
2018 e 2019 – Renascer de Jacarepaguá (apoio de Diego Nicolau)
2018 – Beija-Flor (apoio de Neguinho)
2019 – Acadêmicos do Tucuruvi (apoio de Leonardo Bessa)
2019 – São Clemente (apoio de Leozinho Nunes)
2020 – Unidos da Tijuca (apoio de Wantuir)
Desde 2022 – Unidos da Tijuca (microfone principal, com Wantuir)

GRITO DE GUERRA: Alô, Diretamente do Borel. Aqui vos fala Wictoria. Alô, Tijuuucaaa... dá o show bateria!

CACOS DE EMPOLGAÇÃO:minhas baianas”; “meu presidente Fernando Horta”. “vamos com tudo minha harmonia”. A intérprete diz que também gostar de destacar determinados trechos do samba com cacos cantados, casados com a harmonia do samba e fazer a chamada com as primeiras palavras dos versos do samba.

DISCOGRAFIA DE CARNAVAL

• CD Sambas Enredo Grupo Especial 2022 (faixa Unidos da Tijuca)


MAIS FOTOS DE WIC TAVARES


Pai e filha: Wic e Wantuir (em foto tirada na disputa de samba-enredo na quadra em agosto de 2021) comandam o carro de som tijucano em 2022. Foto: Magaiver Fernandes


A menina Wictoria, de apenas oito anos de idade, de mão com o pai Wantuir, sendo entrevistada pela repórter Aline Pinheiro na transmissão do Desfile das Campeãs pela Band em 2005


A estreia de Wic em carro de som na Sapucaí foi na Inocentes de Belford Roxo, em 2013, ao lado de Wantuir (ao centro) e Thiago Brito


Wic (de vermelho de rabo de cavalo loiro) na Estácio de Sá, como apoio de Wander Pires (de casaco branco com um leão no ombro)


No carro de som da Viradouro em 2017, fantasiada de Mulher Maravilha (à direita)


No grupo de canto da Beija-Flor (à esquerda), no desfile das campeãs no Carnaval 2018


Dando o grito de guerra da Acadêmicos do Tucuruvi no início do desfile de 2019, no Sambódromo do Anhembi. À esquerda, o intérprete Leonardo Bessa, com uma faixa na cabeça e olhando para baixo


No clipe da música "Egito", seu trabalho autoral, produzido pelo Dennis DJ, em 2019


No estúdio Globeleza, logo após o desfile da Unidos da Tijuca em 2020, ao lado de Wantuir (com o microfone)


Ensaio fotográfico em 2016




Pai e filha


 

Voltar à seção Intérpretes