PRINCIPAL    EQUIPE    LIVRO DE VISITAS    LINKS    ARQUIVO DE ATUALIZAÇÕES    ARQUIVO DE COLUNAS    CONTATO

WANDER TIMBALADA

WANDER TIMBALADA

           

         

 

 

Nome Completo: Vander da Silva Frutuoso

 

 

       

Ano de nascimento: 1967

           

                                                                     

   
Wander Timbalada surgiu como uma das boas promessas de cantor de samba enredo. No entanto, nos últimos tempos, o intérprete retraiu-se, saiu da linha de frente dos microfones e passou a atuar mais como compositor e integrar diretorias de carnaval.

O apelido Timbalada se deu porque Wander começou sua trajetória de músico profissional atuando como percussionista, de vários grupos musicais, inclusive em bandas do gênero “axé-music”, como Axé Mago, Corpus e Águas Claras. Com estes grupos, apresentou-se em alguns países da América do Sul, como Chile, Peru e Equador. Também foi integrante do Grupo Pirraça, onde se projetou como músico. Participou como músico percussionista da gravação do cd "La misma sangre", da dupla argentina Bongiovani.

Sua história no carnaval teve início na União da Ilha do Governador, no final da década de 90. Junto com Maurício Maia (ex-Mauricio Cem) e Roger Linhares, Wander Timbalada esteve no grupo de cantores que substituiu Rixxa quando o “Pavarotti do Carnaval” foi afastado da escola às vésperas do desfile de 1999. Na época em que era intérprete da União da Ilha, Wander representou o Brasil no Festival Internacional de Houston, nos EUA.

Em 2000, Timbalada apareceu como compositor do samba da Unidos do Peruche, no carnaval temático sobre os 500 do Descobrimento do Brasil, em São Paulo. No ano seguinte, foi cantor de apoio de Ciganerey, no primeiro desfile da Paraíso do Tuiuti no Grupo Especial. Prosseguiu na azul e ouro de São Cristóvão por mais dois anos. Em 2002, esteve no carro de som comandado por Jackson Martins, na Caprichosos de Pilares. Em 2004, ingressou na Acadêmicos da Rocinha e acompanhou Carlinhos de Pilares (em seu último desfile no sambódromo), no Grupo A, e dividiu o microfone com Lourenço, na reedição de “Contos de areia” pela Tradição.

Dono de uma bela voz e excelente dicção, defendeu e venceu sambas em diversas disputas, como Império Serrano, Beija Flor, Vila Isabel, etc. Wander Timbalada chegou a ser anunciado como intérprete principal da Estácio de Sá em 2005, mas acabou saindo da escola e não desfilou em nenhuma agremiação no Rio de Janeiro. Naquele carnaval, se transferiu para o Mato Grosso e foi ser intérprete da Império do Morro, em Corumbá, onde permanece até hoje. Em 2006, o cantor foi convidado para a direção de carnaval da Unidos da Ponte, no Grupo B. Naquele ano, a escola reeditou “Da cor do pecado”, apresentado originalmente em 1992. Wander Timbalada foi diretor de carnaval e diretor de harmonia da escola de São João do Meriti. No mesmo ano, emplacou seu primeiro samba na divisão principal. A Rocinha apresentou “Felicidade não tem preço”.

Em 2008, outro samba de sua autoria será entoado na Marquês de Sapucaí pela escola de São Conrado. Junto com Isaac, Bitinho, Lula e Mauro, compôs “Rocinha é minha vida. Nordeste é minha história”. Este ano, também concorreu na Unidos da Tijuca. O cantor participou ainda como produtor artístico do cd Coletânea Força do Pagode Vol. I, também solando duas músicas de sua autoria. Wander Timbalada foi considerado pela crítica da rádio 94 Fm intérprete revelação do ano de 2004, juntamente com Bruno Ribas e Tinga (na época em que estes dois últimos puxavam samba no Grupo A).

Recentemente, Wander Timbalada recebeu o prêmio Esplendor do Samba de melhor intérprete e também de melhor samba-enredo do carnaval de Corumbá em 2010, concedido pelos profissionais do Jornal Diário Corumbaense e LIESCO (Liga das Escolas de Samba de Corumbá). Já ganhou quatro vezes o carnaval corumbaense, saindo vitorioso no Império do Morro em 2005, 2006, 2009 e 2010, além do tricampeonato como compositor pela escola em 2005, 2009 e 2010. Atualmente, é o produtor dos discos de samba-enredo de Corumbá. Após defender a Unidos de Vila Santa Tereza no Grupo B em 2012, foiá apoio de Pixulé no Império da Tijuca, no Grupo Especial em 2014. Em 2016, será titular do Arranco.


Primeiro ano como intérprete oficial: 2004

1999 – União da Ilha (apoio de Mauricio Maia e Roger Linhares)
2001 a 2003 – Paraíso do Tuiuti (apoio de Ciganerey e Clóvis Pê)
2002 – Caprichosos (apoio de Jackson Martins)
2004 – Rocinha (apoio de Carlinhos de Pilares)
2004 – Tradição
2005 e 2006 – Império do Morro (Corumbá/MS)
2007 – Rocinha (apoio de Ronaldo Yllê)
2007 e 2008 - Candangos do Bandeirantes (Escola do Grupo Especial de Brasília)
2009 a 2011 – Império do Morro (Corumbá/MS)
2012 - Unidos de Vila Santa Tereza
2012 - Marquês de Sapucaí (Corumbá/MS)
2013 - Império do Morro (Corumbá/MS)
2014 - Império da Tijuca (apoio de Pixulé)
2014 - Caprichosos (apoio de Thiago Brito)
2016 - Arranco

GRITO DE GUERRA: Maravilha! Vem comigo, gente!

CACOS CARACTERÍSTICOS: “que lindo”; “vem comigo, vem comigo”; “tá bonito demais”; “vamos sacudir”, “bateria show de bola”

SAMBAS DE SUA AUTORIA: “Cara ou coroa, as duas faces de um Império” (Peruche/2000, com Alex, Jackson Martins, Serginho do Porto e Serginho Saracutaco); “Água Fonte da Vida” (Império do Morro/2005, com Pedrão e Sandro Nemir); “Felicidade não tem preço” (Rocinha/2006, com Marinho e Marquinho); “Rocinha é minha vida… Nordeste é minha história” (Rocinha/2008, com Isaac, Bitinho, Lula Antunes e Mauro Barros), "Libertê, Igalité, Fraternitê" (Império do Morro/2009, com Pedrão e Ricardo Chauvet) e "Meu olfato indica que a Império vai passar, sinto um cheiro de perfume no ar" (Império do Morro/2010), "Circo, alegria do povão" (Ponte/2008, com Tevo, Ivan Professor, Jair PQD e Ronaldo PQD), Amazônia, memórias da floresta de coração verde (Vila Santa Teresa/2011, com Ivanísia, Alexandre Valle, Girão e Jota do Táxi), "Minha história é você, nossa paixão é por ti: São João de Meriti" (Ponte/2014, com Samir Trindade, Elson Ramires, Mariano Araújo, Rômulo Presidente e Nego Vinny) e "Nova Roma é Brasil, Brasil é Rocinha!" (Rocinha/2016, com Edinho, Diego do Carmo, Vitor Coutinho, Rico Bernardes e Rafael Mikaiá).

PRÊMIOS:
* Prêmio Samba Show de melhor samba enredo pela escola de samba Vila Santa Teresa, no grupo de acesso C, em 2011. 
* Trofeu Destaque Popular do Carnaval de 2011, no quesito melhor Samba Enredo, em Corumbá (MS).


OUTRAS FOTOS DE WANDER TIMBALADA




Wander (em primeiro plano, de blusa branca com detalhes em amarelo) puxa o samba da Império do Morro, em Corumbá (MT), no carnaval de 2005.

Wander Timbalada está com o microfone, à direita, todo de branco, momentos após o samba de sua parceria para a Rocinha ter sido escolhido para 2008


Nas últimas fotos, com o Prêmio Esplendor do Samba de melhor intérprete do carnaval de Corumbá em 2010