PRINCIPAL    EQUIPE    LIVRO DE VISITAS    LINKS    ARQUIVO DE ATUALIZAÇÕES    ARQUIVO DE COLUNAS    CONTATO

Thiago Brito

THIAGO BRITO

             

     

      Nome completo: Thiago Brito

 

      Ano de nascimento: 1988

 

      

                                                       


O jovem Thiago Brito estreou no microfone oficial da Caprichosos de Pilares em 2010, com uma grande responsabilidade pela frente: a de defender na Sapucaí o mais famoso samba-enredo da escola, "E por Falar em Saudade...", reedição de 1985.

Morador de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, e dono de um timbre agudo que lembra as vozes de ex-intérpretes da própria Caprichosos como Jackson Martins e Zé Paulo Sierra, Thiago Brito iniciou a carreira na escola mirim Inocentes da Caprichosos em 2005. No ano seguinte, já estava integrando o carro de som da Caprichosos de Pilares. Thiago também cantou em escolas como a mirim Filhos da Águia, Acadêmicos da Abolição, Difícil é o Nome, Inocentes de Belford Roxo, Portela e Tradição, além de ter sido apoio também da escola de Pilares de 2006 a 2009. Sua contratação pela Caprichosos foi sugerida ao presidente Paulo de Almeida por Clóvis Pê e Zé Paulo, ex-cantores da agremiação que também lhe auxiliaram na preparação para o desfile. Thiago também reforçou o carro de som da Unidos da Tijuca. Após a queda da Caprichosos para o Grupo B, Thiago acertou com a Inocentes de Belford Roxo e defendeu a agremiação em 2012, no momento mais importante da história da escola: a conquista do título do Grupo A. No Grupo Especial, foi intérprete oficial ao lado de Wantuir. Após o desfile, Thiago acertou seu retorno à Caprichosos, onde esteve até o Carnaval 2016, quando a escola realizou um desfile desastroso, caindo para a Intendente. Em 2016, retornou a Portela como apoio de Gilsinho e Wantuir. Em 2017, foi o cantor principal da Estácio de Sá e do Camisa Verde e Branco. Para 2018, estará no carro de som do Salgueiro auxiliando Leonardo Bessa e Hudson Luiz.

Thiago também atua como músico, tocando cavaquinho, além de ter integrado grupos de pagode. Atualmente tem aulas de canto com o renomado professor Chico Donadoni. Como compositor, sagrou-se campeão nas escolas mirins Infantes do Lins, Pimpolhos da Grande Rio e MEL do Futuro, sendo também o autor do samba-enredo da Inocentes da Caprichosos para 2010. O intérprete também participa do Carnaval fora de época de San Luís, na Argentina. 

Início: Escola mirim Inocentes da Caprichosos, em 2005
Primeiro ano como intérprete: 2005
2005 - Inocentes da Caprichosos
2006 a 2009 - Caprichosos (apoio de Clóvis Pê e Zé Paulo)
2008 - Império da Zona Norte (carnaval virtual)
Desde 2008 - Sociedade Águia Real (carnaval virtual)
 
2009 - Portela (apoio de Gilsinho)
2009 - Tradição (apoio de Igor Vianna)
2010 e 2011 - Caprichosos (intérprete oficial)
2010 a 2012 - Unidos da Tijuca (apoio de Bruno Ribas)
2012 - Inocentes de Belford Roxo (intérprete oficial)
2013 -
Inocentes de Belford Roxo (intérprete oficial, ao lado de Wantuir)
2014 a 2016 - Caprichosos
(intérprete oficial)
2014 e 2015 - Unidos da Tijuca (apoio de Tinga)
2014 - Ponte Aérea (LIESV)
2016 e 2017 - Portela (apoio de Gilsinho e Wantuir)
2017 - Estácio de Sá (intérprete oficial)
2017 - Camisa Verde e Branco (intérprete oficial)
2018 - Salgueiro (apoio de Leonardo Bessa e Hudson Luiz)

GRITO DE GUERRA: Está chegando a escola da minha vida! Alô, (nome do bairro)! Canta forte, (nome da escola)! Arrebenta bateria!

GRITOS DE EMPOLGAÇÃO: "É agora, é agora", "Canta comuniidade", "Canta canta, com muita garra“, "Que show, que show, que show bateria”, “minhas baianas, vamos girar, vamos girar”, “minha harmonia”, “canta Pilares, vambora, vambora, vambora”.

SAMBAS DE SUA AUTORIA:
"Deixei de ser moderna para ser eterna... Brasília! Da profecia de Dom Bosco à realidade de JK" (Mocidade Unida da Glória-2010 - Vitória-ES - com Diego Nicolau, Claudinho Vagareza e Mauricio Bona), "Mocidade - A cerevisia que contagia" (Mocidade Unida da Glória-2011 - Vitória-ES - com Diego Nicolau, Claudinho Vagareza e Mauricio Bona), "Gonzagão! O filho do sertão, a majestade do baião – 100 anos de glórias" (Mocidade Unida da Glória-2012 - Vitória-ES - com Diego Nicolau, Claudinho Vagareza e Mauricio Bona), "Oui Voilá le France! Mocidade singra os mares de Dunkerque. Merci beacoup!" (Mocidade Unida da Glória-2013 - Vitória-ES - com Diego Nicolau, Claudinho Vagareza e Marcelo Motta), "Africanidade, heranças de além-mar" (Unidos da Ponte/2016, com Sidney de Pilares, Serginho Castro, Érico Rocha, Rodrigo Tutiki, Tavares, Fernandes, Dinho, Santoro e Alexander)

PRÊMIOS: Sambanet (melhor intérprete da Série A - 2015)
MAIS FOTOS DE THIAGO BRITO: