PRINCIPAL    EQUIPE    LIVRO DE VISITAS    LINKS    ARQUIVO DE ATUALIZAÇÕES    ARQUIVO DE COLUNAS    CONTATO

SERENO

SERENO

                                    

           

 

 

           Nome completo: ????

 

 

 

           

           Ano de nascimento: ???? 

           

                          

 
Um puxador de samba de estilo vibrante. Esta é a principal característica de Sereno. O cantor tem um estilo que se encaixa melhor em sambas animados e mais acelerados. Sereno pertence a uma linhagem de sambista. É filho do compositor Antônio da Conceição, autor de vários hinos da Unidos de Villa Rica de Copacabana.

O início de Sereno se deu na própria Villa Rica. A escola, que até 1988 era um dos mais tradicionais blocos do Rio de Janeiro, teve uma trajetória meteórica. Em apenas cinco anos de existência já estava entre as grandes do carnaval carioca desfilando no Grupo Especial.

Em 1994, gravou o samba "Copacabana, meu amor" e comandou a conquista do campeonato da escola no Grupo 1-B. No ano seguinte, a escola azul e amarela estreava na elite carnavalesca, encerrando o segundo dia de desfile, com o samba "Deu pano pra manga".

Depois da Villa Rica, Sereno se transferiu para a Unidos do Cabuçu, onde permaneceu de 98 a 2002. Em seguida, surgiu o convite para ingressar na emergente Acadêmicos da Barra da Tijuca, escola formada por sambistas do bairro de Jacarepaguá que eram ex-integrantes da extinta Império do Marangá. Na Barra da Tijuca, Sereno esteve no carro de som em 2003 e 2004. Paralelamente, o cantor também participava das disputas na Unidos da Tijuca. Em 2003, venceu a disputa de samba para o enredo "O sonho da criação e a criação de um sonho: a arte da ciência no tempo do impossível", na qual a escola encantou a Marquês de Sapucaí, através do trabalho do carnavalesco Paulo Barros, sagrando-se vice-campeã do carnaval. Sereno também concorreu em 2004 e 2005, sempre chegando nas finais da disputa na escola do Morro do Borel. Para o carnaval 2008, novamente fez parte da parceria campeã na disputa de samba-enredo na Unidos da Tijuca, que desfilou com o enredo "Vou juntando o que eu quiser, minha mania vale ouro. Sou Tijuca, trago a arte colecionando o meu tesouro".

Apoio de Bruno Ribas e Tinga na Unidos da Tijuca, Sereno foi um dos intérpretes da Acadêmicos do Cubango para 2012, ao lado de Marcelo Rodrigues e Hugo Júnior.

 Início: Unidos de Villa Rica, no início da década de 90.
1994 e 1995 - Villa Rica
1999 a 2002 - Unidos do Cabuçu
2003 a 2005 - Acadêmicos da Barra da Tijuca
2004 e 2008 - Unidos da Tijuca (apoio de Wantuir)
Desde 2011 - Unidos da Tijuca (apoio de Bruno Ribas e Tinga)
2012 - Cubango (ao lado de Marcelo Rodrigues e Hugo Júnior)

GRITO DE GUERRA: Bateria emoção! Balança a Sapucaí. Canta, (diz o nome da escola)!

CACOS CARACTERÍSTICOS: "vamos lá, gente"; "tira onda, bateria"; "tá bonito, gente"; "alô, harmonia chegou a hora"; "vamos girar, minhas baianas"; "alegria, comunidade"; "bate palmas aí".

SAMBAS DE SUA AUTORIA: "O meu cabelo não nega" (Cabuçu/99, com Carlinhos Melodia Jr e Nicolau); "O sonho da criação e a criação do sonho: a arte da ciência no tempo do impossível" (Unidos da Tijuca/2004, com Enilson, Jurandir e Wanderlei); "Vou juntando o que eu quiser, minha mania vale ouro. Sou Tijuca, trago a arte colecionando o meu tesouro" (Unidos da Tijuca/2008, com Júlio Alves, Paulo Rios e Beto Lima).

Prêmio Sambanet de melhor intérprete do Grupo B em 2001 (Unidos do Cabuçu) e 2003 (Acadêmicos da Barra da Tijuca).

MAIS FOTOS DE SERENO