PRINCIPAL    EQUIPE    LIVRO DE VISITAS    LINKS    ARQUIVO DE ATUALIZAÇÕES    ARQUIVO DE COLUNAS    CONTATO

PORTO DA PEDRA - 2020

PORTO DA PEDRA - 2020

Enredo: O que é que a Baiana tem? Do Bonfim à Sapucaí
Compositores: Bira, Claudinho Guimarães, Márcio Rangel, Alexandre Villela, Adelyr, Bruno Soares, Rafael Raçudo, Eric Costa, Cláudio Mattos, Gustavo Soares, Marco Moreno, Oscar Bessa, Fernando Macaco, Jarrão, Pablo Russo, Carlinhos Viradouro, Ricardo Neves, Raphael Richaid, Bebeto Maneiro, Renan Gêmeo, Rodrigo Gêmeo, Ludson Areia e Carlos Soares

O mar marejou a saudade
A sua nobreza no cais aportou
Escravizada, mas sem perder a identidade
Pelas ladeiras da cidade de Salvador
Tem quindim, caruru, vatapá
Acarajé servido pro orixá
Comida de santo, sabor do dendê
Sagrada colina de reza e xirê

E chegando no meu Rio de Janeiro
Na casa de Ciata, o batuque de bamba (bis)
Tinha festa, ritual mandingueiro
No quintal nascia o samba

Vou seguir a procissão
Pedir a bênção à Nossa Senhora
De todos os santos, andores, altares
Trazer seu axé na fé dos milagres
Taieira solta a voz, o povo a festejar
Hoje o seu cortejo vai passar
É você a força que resiste à chibata
Em você vive a esperança de uma raça
Óh, mãe baiana, derrame abô por essa terra
O seu branco é luz
Conduz a Porto da Pedra

Água de cheiro, amor, no toque do tambor
É purificação, magia
(bis)
Arruda e guiné, agô pra quem tem fé
O meu Tigre lava a alma na avenida