PRINCIPAL    EQUIPE    LIVRO DE VISITAS    LINKS    ARQUIVO DE ATUALIZAÇÕES    ARQUIVO DE COLUNAS    CONTATO

PARACAMBI IMPERIAL

PARACAMBI IMPERIAL

PRESIDENTE Karine Moreira
CARNAVALESCOS Izaias Junior e Thiago Henrique
INTÉRPRETE Rafael Faustino
CORES  Verde, Azul e Branco
FUNDAÇÃO 07/02/2014
CIDADE-SEDE Paracambi – RJ
SÍMBOLO Curió Imperial

A ideia partiu de um grupo de amigos que amam o carnaval e queriam ter uma participação mais atuante no mesmo, e vimos no já renomado carnaval virtual da LIESV uma oportunidade de mostrar nosso talento e acima de tudo amor ao samba. O nome da escola veio da oportunidade de homenagear a simpática cidade de Paracambi, onde mora um dos fundadores da escola e já que lá não tem uma escola de samba, criamos a GRESV Paracambi Imperial.

Ano

Enredo

Colocação

2017 O menino de 47: Um Império de glórias -º (A)
2016 Escondem-se os rostos para mostrar sua cultura, África vista por de trás de suas máscaras 5º (Acesso)
2015 Vassourinha: Uma Estrela Cadente, O Eterno Adolescente! 11º (CAESV)
2014 Nação Nordeste No Singular! 17º (CAESV)

SINOPSE ENREDO 2017

O menino de 47: Um Império de glórias

O GRESV Paracambi Imperial vai realizar uma grande festa em sua corte, para comemorar os 70 anos do glorioso Império Serrano. Em um grande cerimonial, o Reizinho Curió receberá o Reizinho de Madureira, além de outros convidados, para contar a todos os presentes um pouco da bela história do Império Serrano.

O cerimonial será dividido em 3 momentos, a saber: fundação da escola, algumas contribuições para o carnaval e os carnavais vitoriosos. Ao fim, será realizado um grande baile, relembrando outros carnavais memoráveis, embora não vitoriosos, mas inesquecíveis da escola homenageada.

“Menino de 47
de ti ninguém esquece
Serrinha, Congonha, Tamarineira
nasceu o Império Serrano
o Reizinho de Madureira”
(Nilton Campolino / Sebastião Molequinho)

Na casa de tia Eulália, descontentes com a escola de samba “Prazer da Serrinha”, Mano Décio da Viola, Silas de Oliveira, Molequinho, Aniceto e Fuleiro fundaram o Império Serrano.

“Fruto de paz e de batalha
Na casa de Dona Eulália
Nasceu o meu grande amor”

A fundação do Império Serrano mudou os rumos dos desfiles das escolas de samba. Além da criação de uma escola democrática e que luta pela liberdade de opinião e de expressão, características muito presentes até hoje, o desfile foi calcado num enredo. Sendo, ao longo de sua história, responsável por outras inovações.

“A história do samba mudou
Bateria diferente, olha o toque do agogô
O primeiro destaque e a comissão
São novidades verde e branco, meu irmão”

Em seu primeiro desfile, no ano de 1948, a escola já se sagrou campeã, com o enredo “Homenagem a Castro Alves”, o que incomodaria algumas coirmãs que se revezavam no título; como uma iniciante poderia estrear e já vencer?

Ao longo de seus 70 anos o Império Serrano venceu 9 vezes o carnaval do Grupo Especial, onde mostrou memoráveis carnavais, sendo eles: o já citado Homenagem a Castro Alves (1948); Exaltação a Tiradentes (1949); Batalha Naval do Riachuelo (1950); Sessenta e um anos de República (1951); Exaltação a Caxias (1955); Caçador de Esmeraldas (1956); Medalhas e Brasões (1960); Alô, alô, taí Carmem Miranda (1972) e Bum-bum Paticumbum Prugurundum (1982).

“Eu sou de lá
Eu vi o império nascer
Eu vi o império lutar
Eu vi, iaiá
Eu vi o império vencer

Ao som dos tamborins imperiais
Já foram ganhos vários carnavais
Samba no império é diferente
Tem mistério, tem patente
Eu sou imperial”
(Avarese)

Houve diversos carnavais não vencedores, mas os seus desfiles e sambas permanecem na mente e no coração não só dos imperianos, mas também de todo o mundo do samba! Após o cerimonial, dar-se-á início a um baile na corte, para relembrar esses grandes momentos. Não podem faltar nessa festa a Aquarela Brasileira e Heróis da Liberdade, considerados dois dos maiores sambas de todos os tempos.

“Vejam essa maravilha de cenário:
É um episódio relicário,
Que o artista, num sonho genial
Escolheu para este carnaval.”

“Samba, oh samba
Tem a sua primazia
De gozar da felicidade
Samba, meu samba
Presta esta homenagem
Aos “Heróis da Liberdade”
Ô ô ô”

Muitos foliões já foram tomados de alegria ao serem embalados pelo samba a que pertencem os versos a seguir:

“Ela mora no mar
Ela brinca na areia
No balanço das ondas
A paz ela semeia”

O emocionante desfile onde a escola luta por uma de suas principais características: A democracia!

“Eu me embalei, pra te embalar
No balancê, balancear
Vem na folia
Chegou a hora de mudar
O meu império vem cobrar democracia (bis)”

A homenagem inesquecível à dama Dona Ivone Lara, compositora do grande samba “Cinco bailes tradicionais na história do Rio” não pode ficar de fora dessa festa.

“Dona Ivone
Lara la laia
Lara laia
Lara laia”

E o povo da Serrinha? Ah! Que gente é essa? Povo de origem africana e que mostra a força de suas raízes em cada gesto, seja embalado pelo jongo de tia Maria ou pelos sambas do glorioso Império Serrano; é essa comunidade que dá toda base aos desfiles, mostrando garra e resistência, e passando toda a emoção que o imperiano de fé sente e, por falar de fé, salve São Jorge Guerreiro, salve Ogum o seu padroeiro!

“O filho do verde esperança
Não foge à luta
Vem lutar…”

O GRESV Paracambi Imperial tem a honra de convidar todo o mundo do samba para essa festa!

“Avisa aos navegantes que o Império vem aí
Olha, o bicho vai pegar, a poeira vai subir
É arte, é cultura, é talento original
Hoje tem festa no planeta carnaval”

Salve o Império Serrano!