PRINCIPAL    EQUIPE    LIVRO DE VISITAS    LINKS    ARQUIVO DE ATUALIZAÇÕES    ARQUIVO DE COLUNAS    CONTATO

UNIÃO DE NITERÓI

UNIÃO DE NITERÓI

PRESIDENTE Claudinho Mattos
CARNAVALESCO  Willian Oliveira
INTÉRPRETE  Pitty de Menezes
CORES  Vermelho e Branco
FUNDAÇÃO 05/05/2007
SÍMBOLOS MAC (Museu de Arte Contemporânea de Niterói) e Mãos dadas
CIDADE-SEDE Niterói-RJ

Presidida pelo compositor Cláudio Mattos, o Claudinho Clarão, a GRESV União de Niterói desfilou no CAESV em 2007 e 2008. Neste último ano, homenageou Roberto Ribeiro, cujo samba é considerado um dos melhores da história do Carnaval Virtual. Depois de um hiato de cinco anos, a agremiação retornou em grande estilo ao vencer o Grupo de Avaliação em 2013, conseguindo assim, aproveitando uma brecha do regulamento, subir diretamente para o Grupo Especial da LIESV, onde desfilará em 2014.

Ano

Enredo

Colocação

2014 Vimanas 12º (Especial)
2013 Missão: Representar e Expressar - Fé e Arte 1º (CAESV)
2008 Na Passarela da Vida, Todo Menino é um Rei - Tributo a um Malandro Maneiro, Roberto Ribeiro

10º (CAESV)

2007 enredo não informado

?? (CAESV)


ENREDO 2014

Vimanas

INTRODUÇÃO:

O desejo de voar e de alcançar o céu sempre levou o homem a delirar. A busca pelo controle aéreo fez o homem encontrar na história e na mitologia, lendas que o inspirassem para tal feito. Em naves indianas, nasce a utopia de um reino que alcançou a máxima tecnologia em equilíbrio com a natureza. O sonho se propagou pelo mundo imaginário e real. Hoje, o homem tem a capacidade de unir tecnologia e preservação. Feche os olhos pra sonhar. A União de Niterói irá superar os limites do céu.

 

SETOR 1 - A ABERTURA DOS MANUSCRITOS VEDAS - A INSPIRAÇÃO GARUDA

Os Vedas são revelados. Os livros sagrados, escritos por sacerdotes, aguçam a imaginação... A mitologia e a história despertam para o mundo... Relatos e textos de sábios são descobertos pela humanidade que, faz dos Vedas a inspiração de um sonho. Vem da mitologia indiana, Garuda, a águia celestial e rei dos pássaros, o símbolo do sol e do vento. Nas escrituras Vedas, Garuda dá asas ao homem e tem o poder de reconstruir a terra dos humanos.

Na mitologia indiana, carros celestes denominados Vimanas transportavam os Deuses para a terra. Os Deuses, em uma batalha descrita no livro sagrado indiano Mahabharata, usaram armas modernas que destruíram três cidades, usando carros celestes em forma de carruagem que atravessavam as nuvens e tinham um poder jamais visto em toda a era mitológica. As "Vimanas Divinas" seriam a fonte de todo um processo de amadurecimento tecnológico.

 

 "Olhe a grandeza da carruagem de Vata,

 Irrompendo ela vai,

 Como um trovão é seu ruído,

 que toca aos céus

 e produz uma luz brilhante

 (um clarão avermelhado)

 num turbilhão de poeira sobre a terra."

 

Vedas = Livros e textos sagrados escritos por sacerdotes

Vata = Semi-Deus do Vento

 

SETOR 2 - IMPÉRIO RAMA - O BERÇO DAS NAVES SAGRADAS

O império Rama foi um dos primeiros impérios de toda Índia e existiu há quinze mil anos atrás. Suas cidades, segundo a mitologia, exibiam um nível tecnológico inexplicável para o período em que o império existiu. No tempo em que o homem ainda seria nômade, as cidades do império já tinham iluminação pública, energia elétrica renovável, rede de esgoto, prédios e tecnologia comunicativa de ponta.

As capitais do império eram denominadas As Sete Cidades Rishii e todo império possuía máquinas voadoras - As Vimanas. Voando na velocidade do vento, emitindo um som melodioso e com o poder de ficarem invisíveis, as Vimanas são o sonho máximo de tecnologia do homem moderno e contemporâneo.

Os sânscritos (textos da Índia milenar) revelaram que no tempo do império Rama, a Raça Sol e a Raça Lua, povos de diferentes regiões da Índia e independentes do centro do império, também se utilizavam das Vimanas como forma de transporte e arma de guerra.

 

SETOR 3 - "AS CIVILIZAÇÕES VOADORAS"

O mito das naves de alta tecnologia começou a se espalhar pelo mundo e a ganhar novas formas e adaptações em culturas diferentes. Os "povos das estrelas", denominadas de Raça Águia, escreveram em diversos idiomas textos que explicavam os motivos do surgimento das Vimanas, transformando-as em diversos aeroplanos, dependendo da mitologia de cada civilização. Suas escrituras inspiraram povos e libertaram os pensadores e sacerdotes a um novo desafio.

Surgiram novas organizações que passaram a estudar as Vimanas e tentaram reconstrui-la, de acordo com a cultura de seu povo. Nasceram assim os Homens Serpente, os Cabalistas, os Magos de Iavéh e os Dragonautas, grandes pensadores de Atlântida. A partir do momento em que as culturas começaram a se difundir, o homem começou a idealizar o futuro, trabalhando na ideia de tecnologia e preservação conviverem em união.

 

SETOR 4 - AVANÇOS CIENTÍFICOS - A CAPACIDADE HUMANA DE CRIAR E RECRIAR

Aliando a ciência com a capacidade humana de criação, foram construídas formas de melhorar o nosso mundo e entender a nossa origem. A história mostra que nunca faltou ao homem talento para "criar e recriar".

Na ciência, vários avanços foram importantes, mas, Galileu Galilei fez do estudo do Cosmos, um marco para aquele que deseja controlar o céu. As teorias evolutivas também foram importantes para entender a humanidade. A astronomia pode ser referência em questão científica, devido a "Lei das Estrelas" que, estuda os astros e os planetas. A astrologia que é ligada a astronomia, estuda os elementos do céu com misticismo, relacionando-os com as nossas vidas. Na química, o estudo da célula e sua estrutura atômica e a descoberta das cargas elétricas são de suma importância para a humanidade, dando ao homem a possibilidade de se aprimorar na questão da energia.

Porém, um homem foi o pioneiro no estudo de máquinas voadoras e na sua reconstrução nos tempos do Renascimento. Leonardo da Vinci tentou entender os fenômenos naturais usando suas pinturas e, assim, fez um estudo sobre o voo de pássaros para assim recriá-los em forma de máquina.

As Vimanas já eram sonhadas por Da Vinci e em um projeto para um Sultão de Constantinopla ele desenhou naves muitos parecidas com as Vimanas, sendo bastante viável para o homem atual (contemporâneo). Da Vinci também fez esboços de submarinos e projetou invenções que são utilizadas pelo homem hoje como: máquina a vapor, canhões, tanques de guerra e o uso do poder solar.

 

SETOR 5 - O SONHO DE VOAR

O homem, com toda a sua capacidade de criação, começou a idealizar a nave, baseado em livros sagrados, textos sânscritos de sacerdotes e na ciência.

Na literatura coreana, um texto sobre aeroplanos conta a visão de um inventor sobre uma nave nunca vista antes, que era iluminada e tinha velocidade íncrivel. Durante a guerra Im Jin (1592-1597) o mesmo inventor recriou uma nave parecida para salvar seu amigo em uma fortaleza japonesa.

Os cientistas soviéticos descobriram em expedições para o deserto de Gobi, textos sobre instrumentos de navegação para naves cósmicas e tentaram reproduzir a nave em esconderijo secreto no Turquistão.

A inspiração do homem chega aos tempos modernos, quando os Irmãos Wright trabalharam secretamente para forças armadas da França, Estados Unidos, Alemanha e Reino Unido criando aviões inspirados nas naves sagradas.

O pai da aviação também se baseava nas Vimanas, Santos Dumont quando criou o 14-bis se baseou em cima de textos milenares dos Hindus que se identificavam com as naves indianas.

Após todo esse processo de pesquisa e inspiração, o homem finalmente alcançou algo próximo a nave, com os famosos projetos americanos de "Conquista da Lua". As aeronavaes de codinome Apollo foram as primeiras a chegar na lua. Os estudos americanos começaram a ser feitos em pesquisas históricas sobre diversas mitologias, incluindo as Vimanas.

 

SETOR 6 - A FICÇÃO CIENTÍFICA

Nossos avanços tecnológicos nos fazem começar a pesquisar e encontrar relatos e imagens sobre a existência de vida em outros planetas. Então, um mito é criado no espaço cinematográfico. Os discos voadores, instrumento usado pelos aliens no cinema são inspirados nas Vimanas.

Os aliens chegam a terra (com discos voadores) com desejo de restaurar a natureza, acabar com os problemas e divisões sociais, a hegemonia militar e os perigos nucleares. Na ficção científica aparecem os aliens demônios, que chegam a terra para sugar os homens e enfrentar a igreja, tomando para si o planeta.

Filmes começaram a surgir, mostrando a relação do homem com o espaço. Flash Gordon, Gort (O dia em que a terra parou, 1951), "A Invasão dos Discos Voadores" de Ray Harryhausen (1956), Planeta dos Macacos (1968) e E.T. (1982) são referências que mostram a força do cinema espacial. O cinema passou a ser usado como espelho para os sonhos do homem.

 

SETOR 7 - A TECNOLOGIA VIMANA E A NOVA ERA

Quando se pensa em tecnologia e evolução não se mede as consequências que o "avanço" pode causar. Seria possível evoluir sem destruir ? Construir naves espaciais de máxima tecnologia e viver preservando a natureza ?

Construindo uma utopia, vamos renovar a nossa energia com um novo homem. Faremos da fonte da vida, a eternidade. Vamos integrar espiritualidade, harmonia e natureza. Seremos sábios ao usar os recursos do planeta. O homem já provou por toda sua história que tem capacidade e força para construir e reconstruir. Seremos o ponto de equilíbrio entre o sonho e o real. Seremos tecnologia e natureza, nós somos União de Niterói.

 

William Oliveira e Thiago Meiners