PRINCIPAL    EQUIPE    LIVRO DE VISITAS    LINKS    ARQUIVO DE ATUALIZAÇÕES    ARQUIVO DE COLUNAS    CONTATO

UNIÃO DE NITERÓI

UNIÃO DE NITERÓI

PRESIDENTE Cláudio Mattos
CARNAVALESCO  Walter Vandekoken
INTÉRPRETE  Cláudio Mattos
CORES  Vermelho e Branco
FUNDAÇÃO 05/05/2007
SÍMBOLOS MAC (Museu de Arte Contemporânea de Niterói) e Mãos dadas
CIDADE-SEDE Niterói-RJ

Presidida pelo compositor Cláudio Mattos, o Claudinho Clarão, a GRESV União de Niterói desfilou no CAESV em 2007 e 2008. Neste último ano, homenageou Roberto Ribeiro, cujo samba é considerado um dos melhores da história do Carnaval Virtual. Depois de um hiato de cinco anos, a agremiação retornou em grande estilo ao vencer o Grupo de Avaliação em 2013, conseguindo assim subir diretamente para o Grupo Especial da LIESV, onde desfilou em 2014. Retorna em 2020.

Ano

Enredo

Colocação

2020 O Carnaval dos Carnavais -º (Acesso)
2014 Vimanas 12º (Especial)
2013 Missão: Representar e Expressar - Fé e Arte 1º (CAESV)
2008 Na Passarela da Vida, Todo Menino é um Rei - Tributo a um Malandro Maneiro, Roberto Ribeiro

10º (CAESV)

2007 enredo não informado

?? (CAESV)


ENREDO 2020

O Carnaval dos Carnavais

Sinopse:

Em meio aos tempos de pandemia e aos tristes momentos que o mundo vive, nada mais bonito que enxergar no carnaval a cura pra nossa dor! Em 2020 a União de Niterói retorna das cinzas, do mesmo modo que a alegria do povo irá renascer em suas festividades locais no próximo carnaval.

De Norte ao Sul do país desde o período colonial o Carnaval se expressa em diversas formas e ritmos. Umas das primeiras manifestações se deu no Rio de Janeiro com o Entrudo, praticado pelos escravos que saiam pelas ruas com os rostos pintados jogando bolinha de cheiro nas pessoas. A partir disso, foram surgindo as sociedades carnavalescas, cordões, ranchos e também as marchinhas e o samba que se tornou o representante musical do carnaval.

Viajando pelo Brasil, chegando na Bahia o povo baiano se carnavaliza com os Afoxés e blocos que depois se embalam no ritmo do Axé Music e do Samba-reggae que seguem atrás dos fantásticos trios elétricos. Além disso, o povo pernambucano cria também sua forma de festejar o carnaval. Em Recife o galo da madrugada anuncia o início da festa que é ditada ao ritmo do frevo e em Olinda os protagonistas da festa são os bonecos gigantes que dançam ao som do maracatu.

No norte do país, surge um Carnaval com a cara da Amazônia, é o Carnaboi. Uma grande celebração carnavalesca que exalta a cultura indígena do Amazonas no ritmo das toadas de Boi bumbá do Folclore amazonense.

E retornando ao Rio de Janeiro, vamos ao sambódromo, a Marquês de Sapucaí onde o desfile das escolas de samba fazem a emoção aflorar num rio de fantasia, onde o povo vibra em um só ritmo. Ao final do desfile mostraremos a superação da nossa brava gente brasileira através da folia. E porque não a folia virtual? Em tempos de distanciamento social os amantes do carnaval encontram seu lugar para manter acesa a chama da festa e da tradição.