PRINCIPAL    EQUIPE    LIVRO DE VISITAS    LINKS    ARQUIVO DE ATUALIZAÇÕES    ARQUIVO DE COLUNAS    CONTATO

NEGO MARTINS

NEGO MARTINS

 

     

   

    Nome completo: ????

 

 

    Ano de nascimento: ????

 

 

   Nego Martins na vinheta de apresentação da Viradouro feita pela saudosa TV Manchete em 1996 (foto cedida por Rixxa Jr.)

                                                                     

   
         Nego Martins começou cantando nas rodas de samba na quadra da Caprichosos de Pilares na década de 80, como um especialista do repertório do sambista Almir Guineto, que vivia o auge da época do pagode de fundo de quintal. Logo a seguir, foi parar na Mocidade Independente. Em 1990, junto com Wander Pires, Paulo Henrique e Roger Linhares, formou a equipe de cantores auxiliares de Paulinho Mocidade no inesquecível desfile “Vira, virou – a Mocidade chegou!”. Integrou o grupo até 1994. A partir daí, passou a participar intensamente das disputas de samba em diversas escolas.

Em 1996, Nego Martins estreou como intérprete principal na Unidos do Viradouro. No ano seguinte, retornou a Padre Miguel, onde ficou por mais quatro anos integrando a equipe de apoio dos puxadores Wander Pires, Paulo Henrique e David do Pandeiro. Em 2000 e 2001, puxou os sambas da Estácio de Sá, no Grupo A. Nos dois carnavais seguintes, esteve no Morro dos Tabajaras, conduzindo a Unidos de Villa Rica nos grupos A (2002) e B (2003). Após vários anos na Mocidade, Nego Martins desfilou no carro de som do Salgueiro em 2003 e 2004. Em 2011, defendeu o Império da Praça Seca no Grupo D.

Nego Martins tem um estilo que lembra muito o de Quinho e de Dominguinhos do Estácio, em que privilegia a empolgação durante a condução dos sambas enredos.

 
Início: Caprichosos de Pilares 

1990 – Mocidade (apoio de Paulinho Mocidade)

1991 - Caprichosos (apoio de Carlinhos de Pilares)

1992 a 94 – Mocidade (apoio de Paulinho Mocidade e Wander Pires)

1996 – Viradouro

1998 a 2002 – Mocidade (apoio de Wander Pires, Paulo Henrique e David do Pandeiro)

2000 e 2001 – Estácio de Sá

2002 e 2003 – Villa Rica

2003 e 2004 – Salgueiro (apoio de Quinho)

2011 - Império da Praça Seca

 

GRITO DE GUERRA: A (nome da escola) é só alegria! Sorria, sorria!

 

CACOS DE EMPOLGAÇÃO:vamos cantar minha comunidade”; “sacode, sacode”; “mostra muita energia”; “e aí?”; “minhas crianças”; “valeu!”; “tá bonito”; “alô, minha Velha Guarda”; “tá bonito”; “vem comigo, galera”; “vamos girando, minhas baianas... gira, gira”; “valeu, bateria”.

Possui um prêmio Sambanet de melhor intérprete do Grupo A de 2002, quando atuou pela Villa Rica (prêmio dividido com Rixxa, na época da Unidos da Ponte).

MAIS FOTOS DE NEGO MARTINS


Com um pano branco na mão esquerda (junto com o microfone), Nego Martins puxa a Villa Rica em 2002 - FOTO CEDIDA POR MATHEUS MADEIRA


Levando o samba da Viradouro em 1996 - FOTO CEDIDA POR RIXXA JR.