PRINCIPAL    EQUIPE    LIVRO DE VISITAS    LINKS    ARQUIVO DE ATUALIZAÇÕES    ARQUIVO DE COLUNAS    CONTATO

MARQUINHUS DO BANJO

MARQUINHUS DO BANJO

             

     

      Nome completo: Marcus Paulo Moraes Mendes

 

      Ano de nascimento: 1971

 

      

                                                       

Marquinhus do Banjo é cria da Ilha do Governador, onde fincou sua raiz e de lá até hoje nunca saiu. Começou a frequentar o samba em 1981, aos 10 anos, nos ensaios da União da Ilha. Passou por vários segmentos da escola. Eis a lista: ala infantil, ritmista, harmonia e integrante do carro de som, como cavaquinista de 1989 a 1999, e como uma das vozes de apoio desde 2000.

Como compositor, tem um vasto currículo com dezenas de vitórias, sempre nas duas escolas insulanas União e Boi. Com sete vitórias na União da Ilha, é o segundo compositor mais vitorioso da história da agremiação, atrás apenas dos nove sambas do lendário Didi. Estreou como intérprete oficial na vizinha Boi da Ilha do Governador em 2009, cantando também no ano seguinte.

Início: Ala infantil da União da Ilha, 1981
Primeiro ano como intérprete: 2000
Desde 2000 – União da Ilha (apoio de Serginho do Porto, Wander Pires e Ito Melodia)
2009 e 2010 – Boi da Ilha (intérprete oficial)

GRITO DE GUERRA: Sob a regência de Mestre Felício, vem chegando o Boi da Ilha do Governador! Alô família Boiadeira, se ainda não pintou, vai pintar agora! Tá pintando o clima!

GRITOS DE EMPOLGAÇÃO: Não tem muitos cacos definitivos, Marquinhus costuma dar gritos antecedendo trechos do samba. Seus cacos fixos mais usados são “Tira onda, bateria”, "tá bonito, demais", "valeu, minha harmonia", "gira baiana" e "Alô presidente Cadu, tá bonito demais".

SAMBAS DE SUA AUTORIA:Diz no Pé, Brasil” (Boi da Ilha/1991, com Carlinhos Fuzil e Mauricio 100), "Sou mais minha Ilha" (União da Ilha/1992, com Carlinhos Fuzil e Mauricio 100), "Sua Majestade, o Rei Nagô", (Boi da Ilha/1992, com Carlinhos Fuzil e Mauricio 100), "Rio de Janeiro, Paraíba sim Senhor" (Boi da llha/1996, com Carlinhos Fuzil e Mauricio 100), "A Saga de Kananciuê na Aurora do Mundo Carajá" (Boi da llha/1999, com Carlinhos Fuzil, Grilo e Mauricio 100), "Pra Não Dizer que não Falei de Flores" (União da Ilha/2000, com Niva e Franco), "Alô, alô, se Liga... tem Boi na Linha" (Boi da Ilha/2007, com Aloísio Villar, Cadinho da Ilha, Walkir e Barbieri), "Abram-se as cortinas! Bravo! 100 anos do Theatro Municipal em cena aberta na Sapucaí" (Boi da Ilha/2009, com Aloísio Villar, Ginho, Roger Linhares, Marquinhos Silva, Cadinho da Ilha, Professor, Tino Ayres e Tote), "Viajar é preciso - viagens extraordinárias através de mundos conhecidos e desconhecidos" (União da Ilha/2009, com Gugu das Candongas, Léo da Ilha, Sardinha, Rafael Bronze e Marcinho), "Dom Quixote de La Mancha... O cavaleiro dos sonhos impossíveis" (União da Ilha/2010, com Grassano, Gabriel Fraga, Márcio André Filho, João Bosco, Arlindo Neto, Gugu das Candongas, Barbosão, Ito Melodia e Léo da Ilha), "O Mistério da Vida" (União da Ilha/2011, com Gugu das Candongas, João Paulo, Márcio André Filho, Arlindo Neto e Ito Melodia), "Era uma Vez uma Ilha" (União da Ilha/2012, com Alberto Varjão, Eduardo, Alan das Candongas, Márcio André Filho, Carlinhos Fuzil, Fabiano Fernandes, Aloisio Villar, Cadinho e Roger Linhares), "Olímpico por Natureza. Todo Mundo se Encontra no Rio" (União da Ilha/2016, com Cap. Barreto, Miguel, Roger Linhares, Paulo Guimarães, Dr. Robson, Jamiro Faria e Gugu das Candongas) e "Viagem Fantástica na Arca do Poetinha" (Acadêmicos do Dendê/2017, com Cadinho da Silva, Gugu das Candongas, Rosângela Cunha, Antônio Costa “Tuninho”, Maneco Silva, Rafael Mikaiá e Roger Linhares do Espírito Santo).

MAIS FOTOS DE MARQUINHUS DO BANJO:





Voltar à seção Intérpretes