PRINCIPAL    EQUIPE    LIVRO DE VISITAS    LINKS    ARQUIVO DE ATUALIZAÇÕES    ARQUIVO DE COLUNAS    CONTATO

MARQUINHUS DO BANJO

MARQUINHUS DO BANJO

             

     

      Nome completo: Marcus Paulo Moraes Mendes

 

      Ano de nascimento: 1971

 

      

                                                       

Marquinhus do Banjo é cria da Ilha do Governador, onde fincou sua raiz e de lá até hoje nunca saiu. Começou a frequentar o samba em 1981, aos 10 anos, nos ensaios da União da Ilha. Passou por vários segmentos da escola. Eis a lista: ala infantil, ritmista, harmonia e integrante do carro de som, como cavaquinista de 1989 a 1999, e como uma das vozes de apoio desde 2000.

Como compositor, tem um vasto currículo com dezenas de vitórias, sempre nas duas escolas insulanas União e Boi. Com sete vitórias na União da Ilha, é o segundo compositor mais vitorioso da história da agremiação, atrás apenas dos nove sambas do lendário Didi. Estreou como intérprete oficial na vizinha Boi da Ilha do Governador em 2009.

Início: Ala infantil da União da Ilha, 1981
Primeiro ano como intérprete: 2000
Desde 2000 – União da Ilha (apoio de Serginho do Porto, Wander Pires e Ito Melodia)
2009 e 2010 – Boi da Ilha (intérprete oficial)

GRITO DE GUERRA: Sob a regência de Mestre Felício, vem chegando o Boi da Ilha do Governador! Alô família Boiadeira, se ainda não pintou, vai pintar agora! Tá pintando o clima!

GRITOS DE EMPOLGAÇÃO: Não tem muitos cacos definitivos, Marquinhus costuma dar gritos antecedendo trechos do samba. Seus cacos fixos mais usados são “Tira onda, bateria”, "tá bonito, demais", "valeu, minha harmonia", "gira baiana" e "Alô presidente Cadu, tá bonito demais".

SAMBAS DE SUA AUTORIA:Diz no Pé, Brasil” (Boi da Ilha/1991, com Carlinhos Fuzil e Mauricio 100), "Sou mais minha Ilha" (União da Ilha/1992, com Carlinhos Fuzil e Mauricio 100), "Sua Majestade, o Rei Nagô", (Boi da Ilha/1992, com Carlinhos Fuzil e Mauricio 100), "Rio de Janeiro, Paraíba sim Senhor" (Boi da llha/1996, com Carlinhos Fuzil e Mauricio 100), "A Saga de Kananciuê na Aurora do Mundo Carajá" (Boi da llha/1999, com Carlinhos Fuzil, Grilo e Mauricio 100), "Pra Não Dizer que não Falei de Flores" (União da Ilha/2000, com Niva e Franco), "Alô, alô, se Liga... tem Boi na Linha" (Boi da Ilha/2007, com Aloísio Villar, Cadinho da Ilha, Walkir e Barbieri), "Abram-se as cortinas! Bravo! 100 anos do Theatro Municipal em cena aberta na Sapucaí" (Boi da Ilha/2009, com Aloísio Villar, Ginho, Roger Linhares, Marquinhos Silva, Cadinho da Ilha, Professor, Tino Ayres e Tote), "Viajar é preciso - viagens extraordinárias através de mundos conhecidos e desconhecidos" (União da Ilha/2009, com Gugu das Candongas, Léo da Ilha, Sardinha, Rafael Bronze e Marcinho), "Dom Quixote de La Mancha... O cavaleiro dos sonhos impossíveis" (União da Ilha/2010, com Grassano, Gabriel Fraga, Márcio André Filho, João Bosco, Arlindo Neto, Gugu das Candongas, Barbosão, Ito Melodia e Léo da Ilha), "O Mistério da Vida" (União da Ilha/2011, com Gugu das Candongas, João Paulo, Márcio André Filho, Arlindo Neto e Ito Melodia), "Era uma Vez uma Ilha" (União da Ilha/2012, com Alberto Varjão, Eduardo, Alan das Candongas, Márcio André Filho, Carlinhos Fuzil, Fabiano Fernandes, Aloisio Villar, Cadinho e Roger Linhares), "Olímpico por Natureza. Todo Mundo se Encontra no Rio" (União da Ilha/2016, com Cap. Barreto, Miguel, Roger Linhares, Paulo Guimarães, Dr. Robson, Jamiro Faria e Gugu das Candongas) e "Viagem Fantástica na Arca do Poetinha" (Acadêmicos do Dendê/2017, com Cadinho da Silva, Gugu das Candongas, Rosângela Cunha, Antônio Costa “Tuninho”, Maneco Silva, Rafael Mikaiá e Roger Linhares do Espírito Santo).

MAIS FOTOS DE MARQUINHUS DO BANJO: