PRINCIPAL    EQUIPE    LIVRO DE VISITAS    LINKS    ARQUIVO DE ATUALIZAÇÕES    ARQUIVO DE COLUNAS    CONTATO

LEONARDO BESSA

LEONARDO BESSA

      

     

       

        Nome Completo: Leonardo Rodrigues Bessa

'

        Ano de nascimento: 1977

      

                                                                 

   
         Leonardo Bessa nasceu em berço de ouro musical. É filho do cantor, compositor, arranjador e maestro Reginaldo Bessa. A carreira de Leonardo no carnaval começou na década de 80, com a escola de samba mirim Alegria da Passarela, onde usava o pseudônimo Leonardo Alegria. Em 1989, se transferiu para a recém-fundada Aprendizes do Salgueiro. Lá, o garoto foi o primeiro carnavalesco, puxador e compositor da escola.

Paralelamente ao carnaval, Leonardo especializava-se na música e acabou trilhando os mesmos caminhos do pai, como cantor, compositor, multiinstrumentista, arranjador e produtor. Também acompanhou Reginaldo Bessa em shows e apresentações.

No carnaval, antes de ser intérprete, desempenhou a função de cavaquinista em diversas escolas, entre as quais o Salgueiro e a São Clemente. Desde o carnaval de 2002, Leonardo atua como cantor de apoio no carro de som da escola da Zona Sul carioca. Também já levou sambas de autoria para a avenida. Logo depois do carnaval de 2003, foi contratado para puxar o samba do Arranco do Engenho de Dentro no desfile de 2004.

Leonardo Bessa tem atuação destacada como produtor musical e esteve à frente na concepção e na gravação dos CDs do Grupo B e, desde 1998, do Grupo A da Associação das Escolas de Samba do Rio de Janeiro. Em 2004, Leonardo trabalhou bastante: foi cantor oficial do Arranco, no Grupo B, atuou como segundo intérprete na São Clemente, pelo Grupo Especial, e ainda ganhou a disputa do samba na Lins Imperial, que desfilou no Grupo A, além de ter produzido os CD'S dos grupos A e B. Permaneceu no Arranco até 2005. Defendeu a São Clemente de 2006 a 2009, deixando a escola após gravar o samba-enredo de 2010 para o disco. Também compôs o carro de som da Caprichosos em 2006 e defendeu a Ilha do Marduque em Uruguaiana-RS (conquistando o título do carnaval uruguaianense em 2009), além de integrar o carro de som do Salgueiro desde 2009. Em 2010, fez parte do carro de som da Estácio de Sá. Em 2011, foi efetivado como intérprete oficial do Salgueiro, ao lado de nomes como Quinho, Serginho do Porto e, mais recentemente, Hudson Luiz e Tuninho Júnior. Foi dispensado pela Academia do Samba depois de oito carnavais, após o desfile de 2018. Desde 2016, defende a Cohab Santa Rita no carnaval fora-de-época de Guaíba-RS. Em 2019, estreará no Carnaval de São Paulo, sendo o titular do carro de som da Acadêmicos do Tucuruvi.

Produziu o álbum duplo dos Acessos A e B de 2006 a 2008. Em 2009, produziu o disco do Grupo B em parceria com Chico Frota. Desde 2010 (com exceção de 2016) é o responsável pelos CD's do Grupo A, tendo realizado trabalhos elogiados para os álbuns de 2015, 2017 e 2018. Também produz desde 2007 o CD da Liga Independente das Escolas de Samba Virtuais (LIESV).

 
Início: escolas de samba mirins Alegria da Passarela e Aprendizes do Salgueiro, na década de 80.

Primeiro ano como intérprete oficial: 2004, no Arranco do Engenho de Dentro

De 2002 a 2004 - São Clemente (apoio)

2004 e 2005 - Arranco

2006 a 2009 - São Clemente (gravou o samba de 2010 para o CD)

2006 - Caprichosos (apoio de Clóvis Pê e Zé Paulo)

2007 e de 2009 a 2011 - Rainha Negra (LIESV)

2008 - Altaneiros do Samba e Princesa da Zona Norte (LIESV)

2008 a 2010 - Ilha do Marduque (Uruguaiana-RS)

2009 a 2018 - Salgueiro (apoio de Quinho e oficial de 2011 a 2018, juntamente com Quinho, Serginho do Porto, e em 2018, com Hudson Luiz e Tuninho Júnior)

2010 - Estácio (apoio de Serginho do Porto)

2010 e 2012 - Região Oceânica (Niterói-RJ)

2011 - Imperatriz Praça Nova (Alegrete-RS)

2011 - Apoteose do Samba (Uruguaiana-RS)

2012 - Deu Chucha na Zebra (Uruguaiana-RS)

2012 - Balaku Blaku (Manaus-AM)

2012 - Bohemios Samba Club e Sereno de Cachoeiro (LIESV)

2013 - Imperatriz Paulista (LIESV)

2014 - Bohemios Samba Club e Aliança Curitibana (LIESV)

2015 - Bohemios Samba Club e Unidos do Madruga (LIESV)

Desde 2016 - Batata de Contenda (LIESV)

Desde 2016 - Academia de Samba Cohab Santa Rita (Guaíba-RS)

2018 - Império Serrano (Uruguaiana-RS)

2019 - Acadêmicos do Tucuruvi (São Paulo-SP)

GRITO DE GUERRA: Salve a Academia do Samba! Tá bom à "bessa"...

CACOS CARACTERÍSTICOS: "deixa o povo cantar"; "tá bonito demais"; "que beleza, minha harmonia", "vamos chegar, vamos chegar"; "alegria, alegria"; "é agora, minha escola".

SAMBAS DE SUA AUTORIA: "O que é, o que é, que não é, mas será?" (São Clemente/95, com Cláudio Filé, Helinho 107 e Vaguinho); "No ano 2000, a São Clemente é Tupi, com Sergipe na Sapucaí" (São Clemente/2000, com Cláudio Filé, Helinho 107 e Reginaldo Bessa); "75 anos de Mangueira - É bom se segurar, que a poeira vai subir" (Lins/2004, com Condonga, Gutinho, Jorge Bucos, Lula, Paulinho Poeta e Tuil Pontes).

Possui um Prêmio Sambanet de melhor intérprete do Grupo A de 2006, além de um Sambanet especial como produtor musical em 2005. Seu CD da LIERJ (Série A-2015) ganhou o Disco de Ouro em 2015.

MAIS FOTOS DE LEONARDO BESSA





"Mordendo" o CD da LIESV 2009

Voltar à seção Intérpretes