PRINCIPAL    EQUIPE    LIVRO DE VISITAS    LINKS    ARQUIVO DE ATUALIZAÇÕES    ARQUIVO DE COLUNAS    CONTATO

GRAZZI BRASIL

GRAZZI BRASIL

       

    

        Nome completo: Graziele Raquel da Silva Santos

        

        Ano de nascimento: 1987

 

 

       

                                                                   

A carreira musical de Grazzi Brasil teve início aos 13 anos, cantando em grupos de samba-rock. Aos 16 anos, devido à maternidade, deu uma pausa na música. Entre os anos de 2008 e 2010, passou a participar de reality shows que procuravam novos talentos da música, como os programas Astros (SBT) e Ídolos (TV Record).

A partir daí, a música retorna definitivamente na vida desta artista, fã de Chico Buarque e inspirada em Elis Regina e Clara Nunes. Participou como backing vocal em discos e shows do grupo de pagode Pixote, da cantora Quelynah e da banda Sambasonics, além de fazer coro em diversas gravações de estúdio.

Em 2012, Grazzi lançou seu primeiro disco, “Nas cordas de um cavaquinho”, caprichada produção com arranjos de seu marido Leandro Mattos, músico e compositor com forte presença em rodas de samba paulistanas. No trabalho, a jovem coloca para fora toda sua influência musical como cantora de MPB.

O disco possibilitou que várias portas abrissem em sua carreira, como a de ser uma das cantoras principais do musical “Cartola – O Mundo é Moinho” e os primeiros convites para defender sambas concorrentes nas disputas de carnaval, em 2015.

Em 2017, teve seu trabalho reconhecido no carnaval, principalmente por conta de defender o samba vencedor da disputa da Vai-Vai para o enredo “No Xirê do Anhembi, a Oxum mais bonita surgiu... Menininha, mãe da Bahia, Ialorixá do Brasil”, sobre Mãe Menininha do Gantois. Após a vitória, a cantora foi convidada para integrar o time de canto da entidade e ainda gravou o samba da Saracura no CD oficial daquele ano, dividindo a faixa com Wander Pires.

A partir daí, o sucesso de Grazzi Brasil ultrapassou as fronteiras do carnaval paulistano e a cantora foi chamada para defender diversos sambas nas disputas do Rio de Janeiro. O sucesso foi tão grande, que a escola de samba Paraíso do Tuiuti, do Grupo Especial, a contratou para integrar o carro de som ao lado de Celsinho Mody e Nino do Milênio e defender o samba “Meu Deus, Meu Deus, está extinta a escravidão?”, feito sob encomenda pelos compositores Claudio Russo, Moacyr Luz, Dona Zezé, Jurandir e Aníbal para o carnaval de 2018. Também foi promovida a intérprete oficial da Vai-Vai. A cantora também voltou a se aventurar em realitys, participando da edição de 2017 do The Voice Brasil, com os quatro técnicos virando a cadeira para ela.

Grazzi Brasil mostra versatilidade interpretando obras de compositores consagrados da música popular brasileira e de jovens compositores, com repertório que passeia por samba, MPB, samba-rock e soul.

 
INÍCIO: 2015, participando como intérprete da disputa de samba enredo da escola de samba Vai-Vai (São Paulo).
Desde 2017 – Vai-Vai (apoio de Wander Pires e intérprete oficial desde 2018, ao lado de Belo)
2018 – Paraíso do Tuiuti (oficial ao lado de Nino do Milênio e Celsinho Mody)

GRITO DE GUERRA: não tem.

GRITOS DE EMPOLGAÇÃO: não tem.

DISCOGRAFIA:
- Nas cordas de um cavaquinho (2012)
- Samba Popular Brasileiro (2013)
- Sambas Enredo Grupo Especial São Paulo (2017)
MAIS FOTOS DE GRAZZI BRASIL


Na gravação do CD de SP para o Carnaval 2018.




Grazzi no Ensaio Técnico da Vai-Vai em 2017


Capa do primeiro disco


Grazzi com camiseta da Tuiuti para 2018 (foto de PC Souza)


Na disputa da Vai-Vai para o Carnaval 2018, com Freddy Vianna


Com Gilberto Gil



Defendendo a Vai-Vai com Wander Pires no Carnaval 2017 (fotos: SRZD)


No palco


Voltar à seção Intérpretes