PRINCIPAL    EQUIPE    LIVRO DE VISITAS    LINKS    ARQUIVO DE ATUALIZAÇÕES    ARQUIVO DE COLUNAS    CONTATO

ELIEZER

ELIEZER

      

     

       

        Nome Completo: Eliezer Rodrigues

 

 

 

        Ano de nascimento: ???

 

 

 

        Eliezer aparece em primeiro plano na foto

     

                                                                     

   
A trajetória de Eliezer no carnaval é curiosa. Cria da Unidos do Jacarezinho e dono de uma voz forte e marcante, o cantor só puxa a escola quando ela está nos grupos de baixo. Nas ocasiões em que a rosa e branco esteve na elite do carnaval carioca (duas vezes, de 20 anos para cá), o intérprete não teve o prazer de empunhar o primeiro microfone da escola.

O primeiro registro fonográfico com a voz de Eliezer data de 1982, quando o Jacaré apresentou "Geraldo Pereira, eterna glória do samba", de autoria do baluarte portelense Monarco, em desfile pelo Grupo 2-A. Em 1985, já no Grupo 1-B, Eliezer defendeu na Marquês de Sapucaí o belo samba "Do batuque à apoteose, o samba pede passagem". Em 1987, após 15 anos de ausência, o Jacarezinho retornou ao Grupo Especial, com o enredo "Lupicínio Rodrigues, a dor de cotovelo". Eliezer estava no carro de som, mas não como a voz principal. Em 1989, para marcar um novo retorno ao Grupo Especial, a escola preferiu a experiência de Carlinhos de Pilares para cantar "Mitologia, astrologia, horóscopo, uma bênção para o carnaval brasileiro".

Eliezer voltou a ser cantor principal de sua escola querida em 1991, no Grupo 1, e assim se manteve nos três carnavais seguintes. Em 1994, houve nova substituição, retornando ao posto em 1998, com a escola já rebaixada ao Grupo B. Com "Jacarezinho é... Etnias na Sapucaí", o Jacaré sagrou-se campeão naquele ano e retornou ao Grupo A no carnaval seguinte. Enquanto a escola subia, Eliezer perdia a condição de ser o microfone titular. Regressou em 2004 e 2005, pegando a escola no Grupo B, mas sempre mantendo a sua reconhecida capacidade e talento. Em 2006, enquanto a Jacarezinho amargava a experiência de desfilar no Grupo C, na Estrada Intendente Magalhães, Eliezer não esteve presente no carro de som do Jacarezinho.

 
Início: Começo dos anos 80. Sempre foi Unidos do Jacarezinho.
Primeiro ano como intérprete oficial: 1982

1982 - cantor principal
1983 e 1984 - apoio de Batista
1985 - cantor principal
1986 a 1990 - apoio de Mauro da Bacia, Batista, Carlinhos de Pilares e Alexandre D'Mendes
1991 a 1993 - cantor principal
1994 a 1997 - apoio de Carvalhaes e Clóvis Pê
1998 - cantor principal
1999 a 2003 - apoio de Joelson
2004 e 2005 - cantor principal

GRITO DE GUERRA: Alô, povão do Jacarezinho. O nosso lema é amor, paz e liberdade! E vamos que vamos!

GRITOS DE EMPOLGAÇÃO: "ah, meu Jacarezinho"; "alô, minha Velha Guarda"; "alô, comunidade"; "alô, minha harmonia"; "alô, minhas baianas... vamos girar"; "alô, bateria"; "alô, presidente"; "ti-qui-tá"

PRÊMIOS: Sambanet de melhor intérprete do Grupo B em 2005.