PRINCIPAL    EQUIPE    LIVRO DE VISITAS    LINKS    ARQUIVO DE ATUALIZAÇÕES    ARQUIVO DE COLUNAS    CONTATO

DEDÉ DA PORTELA

DEDÉ DA PORTELA

       

 

       

        Nome Original: Edson Fagundes

 

 

        Ano de nascimento: 1939

 

 

      Ano de falecimento: 2003 

                                                                      

   
          Ao chegar à Portela, em 1968, o paulista Edson Fagundes se integrou com facilidade junto aos bambas de Madureira e de Oswaldo Cruz. Logo em seguida, entrou para a ala de compositores da escola, ganhou o apelido de Dedé e o respeito como sambista. Teve músicas gravadas por Alcione, Beth Carvalho, Clara Nunes, Grupo Fundo de Quintal, Jorge Aragão, Leci Brandão, Nadinho da Ilha, Roberto Ribeiro e Sônia Santos.

             Dono de uma voz grave e esbanjando simpatia, Dedé da Portela ganhou dois sambas em sua escola do coração: em 1977, com "A festa da Aclamação", e em 1984, com o já clássico "Contos de Areia", reeditado 20 anos depois pela Tradição. Após a saída de Silvinho do Pandeiro, Dedé assumiu como puxador oficial da águia azul e branco entre os carnavais de 1987 e 1994. Também tinha uma simpatia pela Leão de Nova Iguaçu, onde chegou a defender alguns sambas nos grupos de acesso. Depois do desfile de 94, o sambista adoeceu e teve que se afastar dos desfiles. Um infarto calou a voz de Dedé da Portela, aos 65 anos, às vésperas do carnaval de 2003.

 
INÍCIO: ingressou na Portela no final dos anos 60.

De 1984 a 1986 – apoio de Silvinho do Pandeiro 

Primeiro ano como intérprete oficial: 1987 

1987 a 1994 – Portela 

1989 – Leão de Nova Iguaçu (Grupo A) 

GRITO DE GUERRA: Dá-lhe Portela!

GRITOS DE EMPOLGAÇÃO: não tinha cacos característicos 

Sambas-enredo de sua autoria: “Festa de Aclamação” (1977, com Catoni, Jabolô e Waltenir) e “Contos de Areia” (1984/Portela e 2004/Tradição, com Norival Reis).

MAIS FOTOS DE DEDÉ DA PORTELA


Dedé com o grande compositor Norival Reis (de óculos escuros), seu parceiro no samba-enredo Contos de Areia



Puxando a Portela em 1992