PRINCIPAL    EQUIPE    LIVRO DE VISITAS    LINKS    ARQUIVO DE ATUALIZAÇÕES    ARQUIVO DE COLUNAS    CONTATO

COLORADO DO BRÁS - 2021

COLORADO DO BRÁS - 2021

Enredo: Carolina - A Cinderela Negra do Canindé
Autores: Thiago Sukata, Turko, Rafa Do Cavaco, Claudio Mattos, Maradona, Valêncio, Luan e Thiago Meiners

Salve o povo da rua
Abre caminhos pro destino abençoar
Sou eu, Carolina de Jesus
A voz da pele preta a ecoar
Bitita! Voa livre feito borboleta
Um quilombo de força e coragem
Há fome de esperança e igualdade
Menina! Poema de asfalto à luz do luar
Em casa de madame pra ganhar o pão
Sonhos escritos não foram em vão

Lá vou eu pra batalha, não tinha o que comer
Fiz verso fiz poesia retratando o meu viver (bis)
Quando cheguei a São Paulo sem rumo, sem renda
Falei de justiça pra que o mundo entenda

Extra! A negra enriqueceu
Sou eu… A mãe preta resistência
Bordando em meu quarto sentimentos
Mazelas que refletem a consciência
Nas folhas de cadernos a verdade se traduz
Em meu sobrenome uma prece… Jesus
Ser a cinderela… Do meu canindé
A flor mais bela… Quem é que não quer?!
Vencer o preconceito… lutar é nosso direito
Não duvide da bravura da mulher

Samba da favela… Nega batucada
A Colorado é a voz da emoção
(bis)
Um grito de coragem pra cantar o amor
Respeita a minha cor