PRINCIPAL    EQUIPE    LIVRO DE VISITAS    LINKS    ARQUIVO DE ATUALIZAÇÕES    ARQUIVO DE COLUNAS    CONTATO

ANTÔNIO CARLOS

ANTÔNIO CARLOS

           

        

 

 

        Nome Completo: Antônio Carlos Sampaio da Silva

 

 

 

        Ano de nascimento: 1974 

     

                                                                     

   
Antônio Carlos é um intérprete que costuma encorpar inúmeros carros de som como cantor de apoio, além de ser um puxador oficial extremamente competente graças ao seu potente timbre agudo.

Começou sua carreira em 1991 no bloco Coroado de Jacarepaguá, em sua comunidade de origem Cidade de Deus. No ano seguinte, estreou no Engenho da Rainha, sua escola de coração, como apoio do amigo Ciganerey. Em 1994, foi intérprete oficial do Engenho cantando o samba-enredo "Entre Festas e Fitas" inclusive no LP, contando com o apoio pessoal do experiente Carlinhos de Pilares, um dos autores do samba e que faz participação especial na faixa soltando cacos. "O Carlinhos chegou pro presidente do Engenho da Rainha e pediu pra colocar o garoto, se referindo a mim", lembra orgulhoso. Antônio também carregou o principal microfone da Mocidade Unida de Jacarepaguá em 94. 

Em 1995, puxou a Vizinha Faladeira junto com Carlinhos Cantor. Antônio Carlos retornaria à Mocidade Unida de Jacarepaguá em 1996, onde permaneceria por mais dois anos. Inclusive fez parte do trágico desfile de 1996, em que a escola desfilou praticamente sem alegorias e fantasias em virtude de uma enchente que devastou a quadra da agremiação. "Naquilo que se chamou desfile, eu estava segurando faixa", relembra.

Antonio ganhou seu primeiro e até então único samba na Rocinha em 1999, vindo a fazer parte do carro de som da escola (cujo intérprete oficial era Zezé da Rocinha). Seu retorno ao Engenho da Rainha ocorreria em 2000, sendo intérprete oficial nos carnavais de 2000 e 2001. Em 2002, além de assumir o microfone principal da Renascer de Jacarepaguá, também foi apoio de Luizinho Andanças na Santa Cruz. Antônio permaneceu em ambas até o carnaval de 2004. Com a ida de Luizinho para o Porto da Pedra, Antônio foi junto e integrou o carro do Tigre em 2005. Antonio fez parte do carro de som da Rocinha de 2005 a 2012 (auxiliando Anderson Paz, Ronaldo Yllê e Leléu) e faz questão de frisar que se sente em casa na Borboleta Encantada. De 2006 a 2013, Antônio Carlos foi o intérprete oficial do Sereno de Campo Grande, eternizando o grito de guerra "Agita, agita, 100% Sereno de Campo Grande".

Antônio Carlos também deixa a sua marca no carnaval virtual desde 2009, defendendo os sambas-enredo da GRESV Bambas Sambario (GRESB Estrela Sambario desde 2015). O intérprete também defendeu o samba da GRESV Ponte Aérea, agremiação do Grupo Especial da LIESV, em 2010. Em 2014, esteve no carro de som do Império da Tijuca como um dos cantores de apoio de Pixulé no Grupo Especial. Duas noites antes, cantou o clássico samba-enredo "Os Sertões", reedição da Em Cima da Hora que abriu os trabalhos na Marquês de Sapucaí na sexta de Carnaval. "Uma honra sem tamanho, tenho certeza que minha vida vai se dividir em antes e depois da Em Cima da Hora. Vai ser pura emoção", declarou Antônio Carlos. Outro incentivador de sua carreira é Nando, intérprete original da Em Cima da Hora em 1976.

Em 2015, Antônio Carlos retornou às suas origens, sendo titular do Engenho da Rainha, ficando por dois carnavais. Desde 2016 compõe o carro de som como apoio na Unidos de Padre Miguel.

Foto e dados enviados ao SAMBARIO pelo próprio Antonio Carlos.

 
INÍCIO: Bloco Coroado de Jacarepaguá, em 1991. 

Primeiro ano como intérprete oficial: 1994 (Engenho da Rainha) 

1992 a 1994 – Engenho da Rainha (apoio de Ciganerey e principal em 1994) 

1994 – Mocidade Unida de Jacarepaguá 

1995 – Vizinha Faladeira (apoio de Carlinhos Cantor) 

1996 a 1998 – Mocidade Unida de Jacarepaguá 

1999 - Rocinha (apoio de Zezé da Rocinha)

2000 a 2001 – Engenho da Rainha

2002 a 2004 - Santa Cruz (apoio de Luizinho Andanças)

2002 a 2004 - Renascer de Jacarepaguá

2005 - Porto da Pedra (apoio de Luizinho Andanças)

2005 a 2012 - Rocinha (apoio de Anderson Paz, Ronaldo Ylê e Leléu) 

2006 a 2013 - Sereno de Campo Grande

2009 a 2014 - Bambas Sambario (carnaval virtual)

2010 - Ponte Aérea (carnaval virtual) 

2014 - Em Cima da Hora (oficial, ao lado de Arthur Franco)

2014 - Império da Tijuca (apoio de Pixulé)

2015 e 2016 - Engenho da Rainha

2015 e 2016 - Estrela Sambario (carnaval virtual)

Desde 2016 - Unidos de Padre Miguel (apoio de Luizinho Andanças e Pixulé)

2017 - Bambas Sambario (carnaval virtual)

GRITO DE GUERRA: "Agita! Agita! 100% (nome da escola)!" 

GRITO DE EMPOLGAÇÃO: "Vamos lá, Zona Oeste", "Meu presidente (cita o nome), amigo e irmão camarada", "alô minha bateria 40, tira onda". 

SAMBA DE SUA AUTORIA: "1999, Fim de Século, Recordar é Viver" (Rocinha/1999 com Mauricio Amorim, Nando do Rainha e Alan Jorge) e "Mistério e Magia no Sereno da Noite" (Sereno/2012 com Darc, Dudu, Glaucio, Serjão e Deo) e "Na busca da paz, equilíbrio e harmonia. Bem aventurados sejam os que ouvem a voz de Deus!" (Sereno/2013 com Dudu Sereno, Fabinho Rodrigues, Laerte Neves, Igor Bazilio, Gláucio Oliveira).

PREMIAÇÕES: Troféu Estandarte do Povo em 2006 e 2008.

MAIS FOTOS DE ANTÔNIO CARLOS


Com Nando, intérprete original de "Os Sertões" no LP de 1976. Antônio Carlos puxou o samba na reedição da Em Cima da Hora em 2014


Com Arthur Franco, com quem puxou "Os Sertões" na reedição da Em Cima da Hora de 2014







Com Leonardo Bessa (durante as gravações do CD LIESV 2009)


Com Tiãozinho Cruz 
(durante as gravações do CD LIESV 2009)


Em 2004, quando era a principal voz da Renascer de Jacarepaguá


Em 1994, ano em que estreou como intérprete oficial, no Engenho da Rainha