PRINCIPAL    EQUIPE    LIVRO DE VISITAS    LINKS    ARQUIVO DE ATUALIZAÇÕES    ARQUIVO DE COLUNAS    CONTATO

CORAÇÕES UNIDOS DO AMARELINHO

CORAÇÕES UNIDOS DO AMARELINHO

FUNDAÇÃO  18/01/1995
CORES  Azul e Amarelo
QUADRA  Avenida Brasil, 18476
Irajá

RESULTADOS - SAMBAS-ENREDO

HISTÓRICO

Escola emergente, a Corações Unidos do Amarelinho desfilou pela primeira vez na Marquês de Sapucaí apenas dois anos depois de sua estreia no carnaval carioca.Desde seu primeiro desfile em 2006 até 2008, sempre obteve acessos. Porém, amargou seu primeiro descenso ao figurar na última colocação no Grupo B em 2009 e voltou à Intendente Magalhães em 2010. A fase descendente continuou no ano seguinte, com a queda para o Grupo D, onde estava em 2015. Uma fusão com a Favo de Acari (fundada como bloco carnavalesco, estreante como escola em 2009) fez a agremiação mudar de nome, se tornando Corações Unidos do Favo de Acari. A nova escola desfilou pelo Grupo B (herdando a colocação do Favo) e finalizou a apuração de 2016 em 10º lugar. Mas logo após aquele Carnaval, a fusão foi desfeita e a Corações Unidos do Amarelinho voltou a desfilar no Grupo E (último grupo) em 2017. Com o terceiro lugar e o acesso obtido, se classificou para o Grupo D.


RESULTADOS DA ESCOLA

2006 - 2ª no Grupo E
De Pinóquio ao vídeo game. O Amarelinho conta a irreverência dos brinquedos
Nelson Costa

2007 - 1ª no Grupo D
Isto aqui, ô ô... É um pouquinho do Brasil, iá iá...
Nelson Costa

2008 - 3ª no Grupo C
Olumarê: das profundezas da terra ao sopro da vida
Sandro Gomes

2009 - 14ª no Grupo B
O Grito de Amor e Rebeldia de uma Pátria Livre
Humberto Abrantes

2010 - 10ª no Grupo C
Fernando Ribeiro, grande brasileiro irreverente e brincalhão, que faz o povo sorrir. Vocês viram o Cabeção por aí?
Fátima Siqueira

2011 - 14ª no Grupo C
A vida é um jogo. E no jogo da vida eu sou o Rei!
Renato Bandeira

2012 - 6ª no Grupo D
A Força da Nossa União
Renato Bandeira

2013 - 12ª no Grupo C
Caramuru
Renato Bandeira

2014 - 7ª no Grupo D
Irajá de Cabo a Rabo
André Tabuquini

2015 - 5ª no Grupo D
Gentileza: profeta, poeta, gênio e louco todo mundo tem um pouco!
Renato Bandeira

Como Corações Unidos do Favo de Acari

2016 - 10ª no Grupo B
Os Deuses do Olimpo rasgam o céu do Rio de Janeiro na festa do esporte para brincar no Carnaval
Robson Goulart

Como Corações Unidos do Amarelinho

2017 - 3ª no Grupo E
Nas Histórias de Antigos Carnavais da Vovó, Vista a sua Fantasia e Caia na Folia
Sidiney Rodrigues Rocha


SAMBAS-ENREDO

2006

Enredo: Do Pinóquio ao Video Game: O Amarelinho conta a história dos brinquedos
Compositores: Fogueira, Turco, Wilson, Barata e Almir

Vou viajar no mundo da imaginação
Do Pinóquio ao video-game
Brincar, sonhar é bom
O Amarelinho conta a história
Dos brinquedos da minha infância
Bolinhas de gude, pião, pipas no ar
Carrinho e trenzinho
Chocalho pra não chorar
Atravessando fronteiras
A brincadeira aqui chegou
Jogo da velha, dominó, xadrez
Se olhar pro lado você perde a sua vez

Lá vem o boneco de madeira
Mentiroso e brincalhão (bis)
Cuidado no que você vai dizer
Se contar mentira, seu nariz pode crescer

Hoje é carnaval, solte a alegria
Vem entrar no mundo virtual
O tempo passou, veio a inteligência
E o homem tudo modificou
Fez bonecas com roupas de rainhas
Fazendo a alegria das meninas
O menino quer brincar
Quer o Topo Gigio e um robô pra controlar
É pura emoção
São lindas culturas dentro do meu coração

Lá vem meu samba entrar na brincadeira
A festa é nossa, vamos cantar (bis)
Corações Unidos levanta a poeira
Vem com o Amarelinho imaginar

2009

Enredo: O Grito de Amor e Rebeldia de uma Pátria Unida
Compositores: Claudio Russo, Pinto, Rudy e Diego Chocolate

Um canto que ecoa pelo ar
Navega o rio caudaloso da história
E ganha vida, a voz de um povo a entoar
A sua terra, sua luta e sua glória
Coma declaração da independência
Surgiu a musica do hino nacional
Lutas deixam marcas
Voavam garrafas, era uma questão de identidade
Vieram farrapos e cabanos
Males lutando, pelo sol da igualdade

A liberdade não havia
Mas eis que ela floresceu (bis)
Meu bisavô liberto um dia
Negro e brasileiro como eu

Ficou o marechal, caiu a monarquia
Mas esse povo precisava de um poema
Feito a flor da açucena
Feito a luz de um novo dia
E ao fazer o centenário aquele grito
O mais bonito hino em cada coração
Na guerra é força que embala a fé
Na escola é som, pra educação
Bate no peito, pois ele é
Samba no pé, levanta a poeira do chão

De amarelo ouro e azul pavão
Meu povo segue em busca de um novo porvir (bis)
O hino exalta essa nação
Com Corações Unidos na Sapucaí

2011

Enredo: A vida é um jogo. E no jogo da vida eu sou o rei!
Compositores: Dudu Senna e Gugu Souza

No tempo da Era Medieval
Perder o jogo valeria sua vida
Liberdade, sorte
Ou então, a morte, na glória perdida
Aí veio a evolução
O jogo virou competição
Uma disputa
Pra ver quem era o melhor
Ninguém queria ser pior
Uma loucura

Salve o rei da bola
Todos gritam olé (bis)
Ao som da bateria
Vou dizer no pé

Saudade do meu tempo de criança
Do jogo de totó e de botão
Meu vídeo-game vai te transportar
Pra um mundo novo de diversão
Dei um xeque-mate na tristeza
Com a sua cena não me enganei
E hoje, meu amor, tenho certeza
No jogo da vida, eu sou o rei!
Bota as cartas na mesa que a roleta vai girar
Me diz amor, qual é o bicho que vai dar

Amarelinho vem contar
Uma história pra você se arrepiar (bis)
No jogo da vida, joguei
E esse jogo a gente joga com vocês

2012

Enredo: A força da nossa união
Compositores: Dário Lima, Briendo, Herson Martins e Paulinho Santiago

O Homem desde a sua criação
Tem União em sua essência
Pelo mundo, civilizações
Lutando por sobrevivência
Trabalhando dia a dia
Associavam seus talentos nas funções
Impulsionando a economia
Irmanados pela cooperação

Jesuítas coordenavam as missões
Catequizando povos em Congregações
(bis)
Nos Palmares, Zumbi liderou
Um “Paraíso” aqui na Terra despontou

Na Revolução, transformações
Superação, ideologias
Movimentos sociais até hoje contagiam
Tecelões se manifestam
No cooperativismo Industrial
Mulher guerreira expõe sabedoria
São sete as cores na bandeira da alforria
Mudar com brilho no olhar
Vencer se realizar
Nossa comunidade busca redenção
Vitoriosa com a força da união

Cavaco, viola, surdo e pandeiro
Corações unidos por um ideal (bis)
Quanta emoção, dá show bateria
Sacode Amarelinho é carnaval

2013

Enredo: Caramuru
Compositores: 
Sidinho, Samuka, Paulo Martins, Licínio Simpatia, Felipe Pinto e Carlinhos do Cavaco

Bravo aventureiro português
Vencendo a fúria do mar
Na terra de Vera Cruz aportou
A fauna e a flora que esplendor
Pela beleza nativa se encantou
Um brilho no olhar de fascinação
Paraguaçu, a índia mais bela
Nascia uma grande paixão
Semente da miscigenação

O tiro certeiro de um arcabuz
Abate a fera num clarão de luz
(bis)
E dessa magia, que sedução
É Caramuru, filho do trovão

Rei Tupinambá se transformou
Entrelaçou diferentes culturas
Na França a bela índia desposou
Paraguaçu conquistou a nobreza
Dos filhos dessa união
Nasce a família brasileira
"Amar é lindo", não importa a cor
Salve a etnia cultural
Deste país mestiço e feliz
E da democracia racial

Amarelinho chegou
Para Intendente encantar
Não está de brincadeira
(bis)
Unidos num só coração
Canta a origem da raça brasileira

2016

Enredo: Acari - Os Deuses do Olimpo Rasgam o Céu do Rio de Janeiro para Brincar no Carnaval
Compositores: Niu Souza, Anderson Pingo, Mario Sergio Hugo, Gege Fernandes e Wagner Cabral Muguinho

Quero ver, quero ver a alegria geral
Unidos num só ideal (bis)
Sou Favo, sou Corações
Sou carnaval

Do Olimpo
O mensageiro vem trazendo novidades
Os deuses se encantam com a mais bela das cidades
Hoje recebo você
Esporte é vida, prazer de viver
Seguindo com a força de Zeus a nos proteger

Uma nova era pra modernizar
Com a inclusão se faz muito mais (bis)
Num sonho Olímpico
Medalha de ouro nos Jogos da Paz

Cuidar do corpo, da alma e da mente
Se preparar
Saudável é ser consciente
Anéis multicores a simbolizar unindo nações
Confraternizar
Está acesa a chama
Renasce a esperança
Pro Cristo Redentor abençoar (abençoar)
E a nossa vitória alcançar