PRINCIPAL    EQUIPE    LIVRO DE VISITAS    LINKS    ARQUIVO DE ATUALIZAÇÕES    ARQUIVO DE COLUNAS    CONTATO

Os sambas de 2006 (São Paulo)
Os sambas de 2006 (São Paulo)


IMPÉRIO DE CASA VERDE - Falando sobre a saga do boi no Brasil, o Império trouxe um samba encorpado, cheio de variações melódicas bem feitas, principalmente na primeira parte; Os dois refrãos são bons, porém o do meio se destaca, com letra simples e melodia que faz grudar na cabeça. O samba embalou o luxuoso desfile que deu o bicampeonato à escola da Casa Verde. NOTA DO SAMBA: 9,7 (Cristiano Roncari). Clique aqui para ver a letra do samba

X-9 PAULISTANA - O enredo é uma grande ideia, falar sobre o X, símbolo da escola; Porém, a sinopse confusa faz a ideia não ficar tão explícita, e como o samba é uma descrição fiel da sinopse, acaba caindo na mesmice; Os dois refrãos, que não tem nada a ver com o enredo, são o ponto alto do samba que apesar de muito animado, não empolgou na avenida. NOTA DO SAMBA: 9,0 (Cristiano Roncari). Clique aqui para ver a letra do samba

MOCIDADE ALEGRE - Falando sobre o Rio São Francisco, mesmo tema da Mangueira no carnaval de 2006, a Mocidade fez um samba forte, valente e empolgante; Pra completar a obra tem um tom emocionante, graças a melodia muito boa, e dois refrãos em tom de clamor que dão animação ao samba. Um fato curioso: No samba da Mocidade, o nome mitológico do Rio São Francisco é Opara; Já no samba da Mangueira, se diz Opará. NOTA DO SAMBA: 9,8 (Cristiano Roncari). Clique aqui para ver a letra do samba

VILA MARIA - O samba sobre o caminhão é extenso, cheio de versos longos e pra completar melodia em tom menor, o que dá um aspecto cansativo à obra; Ainda há alguns erros de métrica, porém o samba é bom de se ouvir e foi muito bem conduzido por Fernandinho SP, que estreou em 2006 como intérprete da Vila Maria; Quinho, intérprete do Salgueiro, fez sua primeira participação numa faixa da Vila Maria, dando cacos. Em 2009, ele cantou o samba inteiro e se tornou intérprete oficial da escola. NOTA DO SAMBA: 9,4 (Cristiano Roncari). Clique aqui para ver a letra do samba

VAI-VAI - O samba sobre São Vicente tem a letra padrão de toda a obra sobre cidades, mais alguns versos dão um bom diferencial - Como em "Meus tamborins em alto astral/Sacodem a ilha noite e dia/É nessa praia que o Vai-Vai chegou"-, fazendo o samba ganhar em originalidade. Os refrãos, apesar da boa pegada, têm letra repetitiva e pouco criativa; Foi um dos melhores sambas na avenida, muito por causa de Agnaldo Amaral, interpréte com uma das melhores vozes de São Paulo. NOTA DO SAMBA: 9,6 (Cristiano Roncari). Clique aqui para ver a letra do samba

ACADÊMICOS DO TUCURUVI - O samba sobre agricultura tem uma letra adequada ao tema, mas sem nenhuma explosão de criatividade; O ponto forte é a melodia que dá um ótimo tom ao samba que é muito bom de se ouvir e fácil de cantar. O refrão final tem muita força e é uma das partes com a letra mais apurada; Fredy Vianna, que já foi cotado em grandes escolas do Rio de Janeiro, dá um show na gravação. NOTA DO SAMBA: 9,5 (Cristiano Roncari). Clique aqui para ver a letra do samba

ROSAS DE OURO - Samba sobre a escravidão negra, tem melodia emocionante para combinar com o sofrimento retratado no enredo; Porém a melodia torna-se cansativa a partir do refrão do meio. A letra é fiel à sinopse e tem versos expressivos como "Negro foi escravizado/Do teu ventre arrancado/Fez prece para os orixás/Na certeza de não voltar jamais". Samba que apesar de não empolgar, é muito belo. NOTA DO SAMBA: 9,4 (Cristiano Roncari). Clique aqui para ver a letra do samba

LEANDRO DE ITAQUERA - O samba sobre o Rio Tietê tem ótima letra, retratando todos os setores do enredo com beleza. Porém a melodia é atravessada em alguns pontos, como no refrão do meio de versos longos e cantados de maneira muito rápida, o que prejudica a harmonia e compromete um pouco a obra que foi bem na avenida, apesar do rebaixamento da escola. NOTA DO SAMBA: 9,6 (Cristiano Roncari). Clique aqui para ver a letra do samba

NENÊ DE VILA MATILDE - Um enredo afro numa escola tradicional como a Nenê só podia dar em sambão; E não deu outra, o samba de 2006 é todo pra cima e sem cair no oba-oba ainda conta com uma letra muito boa. A obra não possui falhas visíveis e marcou o último ano do grande intérprete Baby na escola da zona leste; No ano seguinte ele rumou para a Vila Maria. NOTA DO SAMBA: 9,8 (Cristiano Roncari). Clique aqui para ver a letra do samba

ÁGUIA DE OURO - Um enredo totalmente inusitado e original: Pedofila. A Águia da Pompéia desfilou com esse tema polêmico e trouxe um samba pouco criativo em sua melodia e letra; Quando a letra sai do lugar comum saem perólas como "Sofrendo exploração/Abusos no seu lar/Obrigada a oferecer prazer carnal". Infelizmente é a realidade de muitas crianças, mas há maneiras mais sutis de lembrar isso. É um tema que não combina com carnaval e acabou resultando num samba ruim. NOTA DO SAMBA: 8,5 (Cristiano Roncari). Clique aqui para ver a letra do samba

CAMISA VERDE E BRANCO - Pode não parecer, mas vinho é uma tema muito rico e deu samba na Barra Funda; Dois refrãos pesados e fortes, o do meio com letra primorosa, e o corpo do samba retratando o enredo de maneira simples e bela; Bom momento do Camisa que infelizmente vive um período irregular, não se firmando no Grupo Especial. NOTA DO SAMBA: 9,6 (Cristiano Roncari). Clique aqui para ver a letra do samba

MANCHA VERDE - Segunda parte da trilogia bíblica criada pelo carnavalesco Cebola, rendeu um samba épico à Mancha. Tem uma estrutura totalmente diferente do padrão atual, e um tom de clamor que casa perfeitamente com a temática proposta; A última parte do samba é maravilhosa e combina com a situação vivida pela escola em 2006, quando foi impedida de desfilar pelo Grupo Especial e teve que se contentar com o título de uma Liga Desportiva criada às pressas (O mundo não vai me calar/Injustiças não vão me deter/Das cinzas se renasce pra vitória/Na adversidade se aprende a vencer/São fatos que descrevem nossa história/O verde é a razão do meu viver). Melhor samba e desfile da história da escola. NOTA DO SAMBA: 10 (Cristiano Roncari). Clique aqui para ver a letra do samba

ACADÊMICOS DO TATUAPÉ - O tema politicamente correto resultou numa letra bonitinha mas que não diz muita coisa e uma melodia comum que faz o samba apenas tocar sem causar nenhuma emoção; Serviu para marcar a estreia do promissor intérprete Celsinho como intérprete oficial (Em 2005, apareceu dando cacos na faixa do Camisa Verde e Branco). NOTA DO SAMBA: 8,9 (Cristiano Roncari). Clique aqui para ver a letra do samba

TOM MAIOR - Tema interessante sobre o Piauí, estado que tem uma bela história, mas que acabou se convertendo em uma homenagem ao cantor Frank Aguiar (Que aparece cantando um alusivo da escola no início da faixa), o que dá um ar popularesco ao samba. A letra é bem feita apesar de apelar para soluções fáceis em alguns momentos e se apoia no belo dueto formado por René Sobral e Royce do Cavaco, no seu único ano na escola. NOTA DO SAMBA: 9,1 (Cristiano Roncari). Clique aqui para ver a letra do samba

GAVIÕES DA FIEL - Falando sobre a aviação, mesmo tema da Peruche, a Gaviões trouxe um samba de letra poética raras vezes vista nos últimos anos do carnaval, aliada à uma melodia simples porém bem sacada; Junte isso tudo com a interpretação sempre marcante de Ernesto Teixeira, que também é o compositor do samba, e temos um dos melhores sambas do ano em Sampa, mas que não evitou o rebaixamento da escola. NOTA DO SAMBA: 9,9 (Cristiano Roncari). Clique aqui para ver a letra do samba

UNIDOS DO PERUCHE - O samba homenageia Santos Dumont com uma boa letra e melodia que alterna empolgação e completa desanimação; O refrão do meio sobre a bateria é um grande achado apesar de não ter nada a ver com o enredo; O samba perde para o da Gaviões que tem um tema semelhante, mas na avenida a Peruche se salvou do rebaixamento ao contrário da escola alvinegra. NOTA DO SAMBA: 9,4 (Cristiano Roncari). Clique aqui para ver a letra do samba