PRINCIPAL    EQUIPE    LIVRO DE VISITAS    LINKS    ARQUIVO DE ATUALIZAÇÕES    ARQUIVO DE COLUNAS    CONTATO

Os sambas de 2004 do Acesso A

Os sambas de 2004 - Acesso A


A GRAVAÇÃO NO CD: Gostei muito da gravação do CD do Acesso A este ano, realizada na quadra da escola de samba União do Parque Curicica (que participa em uma das faixas), rebaixada do Grupo B para o Grupo C. O som está bem nítido e dá pra ouvir tudo o que os cantores falam, além das bossas das baterias ao fundo. A qualidade dos sambas também não deixam a desejar, a exceção de uma ou outra faixa. De uma forma geral, a AESCRJ está de parabéns. NOTA DA GRAVAÇÃO: 9,0 (Cláudio Portela)

1 - Alegria da Zona Sul -  Mais do mesmo. Não chega a ser um samba ruim, mas é muito manjado. Os refrãos são fracos e na avenida não emplacou. Totalmente desnecessária a presença da cantora lírica ao longo do desfile. Enfim, não me agradou. NOTA DO SAMBA: 8,6 (Cláudio Portela).

O samba tem algumas passagens que valem à pena. O começo do samba, com os versos "..o céu da Bahia está em festa, canta Ioiô, dança Sinhá..." é muito interessante, haja visto que Ioiô e Sinhá, são respectivamente, pai e mãe de Dorival Caymmi, o homenageado. De resto é um samba simples, com refrões que quase passam desapercebidos. Mas é um samba de letra com forte poesia. Faltou melodia. NOTA DO SAMBA: 8,5 (Franclim). Clique aqui para ver a letra do samba 

2 - União de Jacarepaguá - É um samba a moda antiga, de letra extensa e bem elaborada, mas de tão grande chega a ser cansativo. Nas arquibancadas, chegaram a brincar dizendo que só seria cantado quatro vezes ao longo do desfile. Outro fator que depõe contra ele é o excesso de ''sou isso, sou aquilo'', ao longo da letra (são seis). É um belo samba, que chegou ser agraciado com o ''Estandarte de Ouro'',mas peca nesses detalhes. NOTA DO SAMBA: 9,0 (Cláudio Portela).

A União tem mostrado como característica sambas longos com ótima melodia, que por ventura pecam em letra em alguns momentos. Mas para 2004 os compositores foram muito felizes. Fizeram uma letra maravilhosa junto a uma melodia comovente. Mesmo quem não conhece o Rio se sente caminhando pelas ruas da cidade. Ótima narrativa que canta a cidade maravilhosa de forma ímpar. NOTA DO SAMBA: 10 (Franclim). Clique aqui para ver a letra do samba 

3 - Lins Imperial - Não gostei desse samba. A palavra ''Mangueira'' aparece cinco vezes ao longo da letra, que não diz nada sobre a história da escola. A parte que fala da tal ''celebridade americana'' é dispensável, e a melodia cansativa. Enfim, a ''Velha Manga'' merecia mais. NOTA DO SAMBA: 8,4 (Cláudio Portela).

Samba que peca pela letra muito fraca, com palavras de mau gosto em samba enredo, como "formosa" e "melindrosa". Além disso, exalta momentos menos marcantes na história da verde e rosa, como a visita de um presidente norte-americano, deixando de lado tantos fatos de uma história tão rica quanto a da Mangueira. O samba mais fraco do Acesso A 2004. NOTA DO SAMBA: 7 (Franclim). Clique aqui para ver a letra do samba 

4 - Estácio de Sá - Samba de letra pobre e melodia costurada. Não se sabe como foi o vencedor, em meio a uma disputa onde haviam sambas bem melhores concorrendo. O tema pedia bem mais. Na avenida, o bom interprete Serginho do Porto e a bateria até que conseguiram salvá-lo, embora não tenha sido essa a opinião dos jurados. Resumindo, quem ouviu o esquenta da Estácio, com ''Pavilhão do Amor'', ''Arte Negra na Legendária Bahia'' e ''A Festa do Círio de Nazaré'', deve ter ficado com muitas saudades. NOTA DO SAMBA: 8,5 (Cláudio Portela).

O grande problema deste samba está em sua melodia, infeliz em diversas passagens, cujo os contornos não são suaves, mais sim bruscos, tornando a mesma agressiva aos ouvidos. A letra é interessante, mas o refrão principal é péssimo. A grande Estácio de Sá merecia um samba bem melhor, dentro de suas tradições. NOTA DO SAMBA: 8 (Franclim). Clique aqui para ver a letra do samba 

5 - Paraíso do Tuiutí - Um dos melhores, senão o melhor samba do disco. Muito bem interpretado por Ciganerey no disco, não fez o mesmo sucesso na avenida. Mas o samba se sobressai dentre os demais por ter boa letra e melodia, além de belíssimos refrãos. NOTA DO SAMBA: 9,6 (Cláudio Portela).

Belo samba. Nada como um ótimo enredo servindo de base para um ótimo samba. A homenagem justíssima ao poetinha é acompanhada de um belíssimo samba, com boas variações melódicas e uma letra inteligente, sem cair no pieguismo barato. O refrão principal é de uma beleza ímpar. Belo momento do Tuiuti. NOTA DO SAMBA: 9,8 (Franclim).  Clique aqui para ver a letra do samba 

6 - Unidos de Vila Isabel - Outro bom samba, apesar da melodia explosiva, que faz qualquer um ''botar os bofes pra fora'' após cantar duas passadas seguidas. Não considero o Tinga um grande intérprete, mas na avenida ele não comprometeu. A Vila fez um desfile emocionante, prenunciado pelo esquenta, que levantou as arquibancadas. Um título mais que merecido para essa tradicionalíssima escola de samba carioca. NOTA DO SAMBA: 9,2 (Cláudio Portela).

Apesar de fugir da tradição da Vila Isabel de apresentar sambas à moda antiga, o samba da escola nada fica devendo ao histórico de sambas da mesma. A letra remete bem o enredo e a melodia é envolvente. Samba animadíssimo sem apelar aos clichês costumeiros. Bela obra. NOTA DO SAMBA: 9,8 (Franclim). Clique aqui para ver a letra do samba 

7 - Acadêmicos do Cubango - Tirando o refrão do meio (que é muito fraco), o samba não é tão ruim, haja vista que o tema não ajuda. Tá certo que a letra cai de nível ao final da primeira parte, mas a melodia é muito boa e o samba fez sucesso na avenida, ajudado, é claro, pela bateria do Mestre Jorjão. A Cubango foi a grande surpresa do Acesso A esse ano. NOTA DO SAMBA: 8,8 (Cláudio Portela).

Foi o melhor que poderia ser feito para um enredo de difícil transformação em samba enredo. Detalhar o passeio ao shopping, como na segunda parte do samba não foi a melhor saída. Mas é um samba valente, com destaque para o começo do samba, de cunho mais histórico -"...as caravanas, a feira, livre...". Com o enredo proposto, não podia se exigir algo muito superior. NOTA DO SAMBA: 8 (Franclim). Clique aqui para ver a letra do samba 

8 - Acadêmicos de Santa Cruz - Boa letra e melodia. É a faixa do CD com mais cara de samba do Grupo Especial, o que não é necessariamente um elogio, embora se aplique neste caso. Se a escola tivesse vindo com este enredo e este samba em 2003, talvez não tivesse caído. Mais uma boa apresentação de Luizinho Andanças na avenida. NOTA DO SAMBA: 9,4 (Cláudio Portela).

Mais um samba de melodia quase idêntica ao de 2002 e 2003. Este é o seu maior pecado, já que é um samba de letra muito bonita e melodia agradabilíssima, com destaque para a segunda parte do samba. Pena que a escola vem repetindo a fórmula, quase que descaradamente. NOTA DO SAMBA: 9,5 (Franclim). Clique aqui para ver a letra do samba 

9 - Acadêmicos da Rocinha -  O samba se atém a passagens inexpressivas da carreira de Joãosinho Trinta, como sua estadia na Grande Rio, e dá pouca ênfase ao seu surgimento no Salgueiro e apogeu na Beija-Flor. Talvez seja esse seu grande pecado, que pode ter sido influenciado pela sinopse. No geral, é um samba gostoso de se ouvir. A letra é fácil e a melodia bem engajada. Carlinhos de Pilares e a bateria não foram bem, e o samba atravessou várias vezes na avenida. NOTA DO SAMBA: 9,0 (Cláudio Portela).

Samba enredo que descreve muito bem o tema proposto. É acima de tudo um samba de caráter descritivo, sem arroubos de criatividade. Um samba pés no chão, com letra bastante clara e objetiva. Peca pela falta de arrojo tanto em letra como melodia, mas não compromete. NOTA DO SAMBA: 9 (Franclim). Clique aqui para ver a letra do samba 

10 - Inocentes da Baixada - O boi com abóbora do disco. ''...Danado, sarado...'' Onde foi que escutei algo parecido um dia?!?''...Se deixe carioquizar...''. O que é isso? ''... O piscinão realidade...''. Putz, fala sério! Nem o Bruno Ribas, que ganhou o premio Sambanet, conseguiu livrar a escola da degola. Também, com um samba desses... NOTA DO SAMBA: 7,0 (Cláudio Portela).

Letra fraquíssima, muito irregular e cheia de clichês. Um assombro. Em contraponto, uma melodia interessante, mas nada mais que isso. Não chega a salvar o samba. NOTA DO SAMBA: 7,5 (Franclim). Clique aqui para ver a letra do samba

11 - Leão de Nova Iguaçu -  Se fosse pelo samba e pelo intérprete, a escola não teria caído. Conseguiram falar de Copacabana sem cair na mesmice, e o que é melhor, com um samba de letra requintada e melodia envolvente. NOTA DO SAMBA: 9,3 (Cláudio Portela).

Um samba bastante interessante, que descreve bem um enredo bastante rico. O refrão principal tem estrutura diferente, sendo bastante longo, pecando pelos clichês e pela melodia, que começa em tom muito baixo. De resto, o samba se mostra valente, quase sempre bem engajado, caindo apenas no refrão principal. NOTA DO SAMBA: 9,2 (Franclim). Clique aqui para ver a letra do samba 

12 - União da Ilha do Governador - Como todo bom samba da Ilha, é irreverente e retrata bem o tema. Lembra um pouco ''Aquarilha do Brasil'' de 1988, mas tem uma melodia mais acelerada. Ito Melodia mostrou mais uma vez que tem tudo para ser o sucessor de seu pai, o saudoso Haroldo Melodia, na avenida. NOTA DO SAMBA: 9,4 (Cláudio Portela).

Não condiz com as tradições da escola. Apesar da espontaneidade do samba, e da boa letra, a melodia cai numa marcha enredo com muitos lugares comuns e pouca criatividade. O enredo, bastante rico, poderia ter sido melhor explorado. E na avenida, o samba acabou naufragando, junto com a harmonia da escola. NOTA DO SAMBA: 8,5 (Franclim). Clique aqui para ver a letra do samba