PRINCIPAL    EQUIPE    LIVRO DE VISITAS    LINKS    ARQUIVO DE ATUALIZAÇÕES    ARQUIVO DE COLUNAS    CONTATO

Os sambas de 2002

Os sambas de 2002 - Acesso A

1 - União de Jacarepaguá - A escola, que na verdade fica localizada em Campinho, e que em 2001 havia sido campeã do Grupo B, tem um samba com melodia simples e empolgante, mas a letra é pobre e grande demais. Mesmo assim, é um dos melhores sambas do disco e recebeu o Estandarte de Ouro do ano. NOTA DO SAMBA: 9,4 (Cláudio Portela).

Voltando depois de décadas ao Grupo A, a União de Jacarepaguá chegou impressionando a todos. Seu samba longo, estilo década de 60, era dito no pré-carnaval como um samba que iria naufragar na avenida devido a sua estrutura tão diferente dos sambas atuais, mais curtos. Mas, na avenida, o samba aconteceu. Passou muito bem. O samba da escola é bem construído e tem ótima melodia. Uma letra mais trabalhada lhe daria um 10. Deu tanto certo para a escola que, a partir de 2002, só adotou sambas deste estilo de lá pra cá, longos e belos, e foi aprimorando este estilo chegando à perfeição com o clássico samba de 2004. NOTA DO SAMBA: 9,5 (Franclim). Clique aqui para ver a letra do samba

2 - Boi da Ilha - É mais um daqueles sambas que o Mestre Maciel costuma denominar de ''marcha-enredo'', ou seja, de letra pequena e melodia animadinha. Esse, diga-se de passagem, não é dos melhores. NOTA DO SAMBA: 8,7 (Cláudio Portela).

Um samba bem animado e de letra interessante. A melodia é pra cima mas não cai no lugar comum. Bom samba do Boi. NOTA DO SAMBA: 9 (Franclim). Clique aqui para ver a letra do samba

3 - Vila Isabel - ''...Vila quero vê-la linda/Quero vê-la ainda/Muito mais feliz...''. Quem estava lá viu. Até hoje não entendi como a Vila abriu mão de brigar na justiça pelo título do Acesso 2002. Quanto ao samba, tem uma melodia ''pra cima'', característica dos sambas de Leonel, e uma letra fácil de se cantar, o que fez dele um sucesso na avenida. O primeiro refrão é tudo de bom. NOTA DO SAMBA: 9,2 (Cláudio Portela).

Outro bom samba da Vila. Melodia com variações muito bonitas e suaves. A letra não é exatamente à altura da melodia desta obra, mas também não deixa a desejar. NOTA DO SAMBA: 9 (Franclim). Clique aqui para ver a letra do samba

4 - Santa Cruz - É um samba simpleszinho, mas bonitinho. A letra e a melodia se encaixam muito bem. Tirando alguns lugares comuns ao longo da letra, pode-se dizer que é um samba de razoável pra bom, nada além disso. NOTA DO SAMBA: 9,0 (Cláudio Portela).

Samba saído da "forma" de Fernando de Lima e cia. Sim, pois estes compositores possuem uma forma, na qual os sambas saem quase iguais. Vide os últimos três sambas da escola. Mas nem por isso o samba perde seus méritos. Conta bem o enredo e sua letra e melodia não compromete. Falta a ele mais inovação e arrojo melódico. NOTA DO SAMBA: 9,0 (Franclim). Clique aqui para ver a letra do samba

5 - Império da Tijuca -  Esse samba serviu de pano de fundo para o melancólico rebaixamento de uma das mais tradicionais escolas carnaval carioca, que tem em seu repertório bons sambas como ''Misticismo da África no Brasil'', ''9215'', ''Se a Lua Contasse'' e ''A Coroa do Perdão na Terra de Oyó''. A letra é fraca e cheia de lugares comuns. A melodia alterna bons e péssimos momentos, nos quais o intérprete tem colaboração decisiva. NOTA DO SAMBA: 8,7 (Cláudio Portela).

Samba muito animado. Na gravação do CD, a bateria faz uma paradinha sensacional. O tema é apresentado de forma simples, fácil de entender. Os refrões são fortes e bem construídos. Não foi por causa do samba que a Império caiu em 2002, com certeza. NOTA DO SAMBA: 9,2 (Franclim). Clique aqui para ver a letra do samba

6 - União da Ilha - O primeiro refrão tem a cara da escola, a melodia é boa e a letra não fica devendo, mas o samba está aquém dos demais que compõem a safra da Ilha. Além disso, a segunda parte é muito pequena e a homenagem a co-irmã Grande Rio é uma incógnita que permanece até os dias de hoje. NOTA DO SAMBA: 9,3 (Cláudio Portela).

A Ilha começava sua peregrinação pelo Grupo A com um samba apenas mediano. Tirando a segunda parte do samba, de melodia inovadora e muito bonita, o samba está longe de honrar as tradições da escola. O refrão principal é muito fraco. NOTA DO SAMBA: 8,8 (Franclim). Clique aqui para ver a letra do samba

7 - Villa Rica - É um daqueles sambas que quando você escuta no CD pula de faixa na metade, pois não agüenta ouvir inteiro. Além da letra difícil e dos versos imensos, a melodia é lenta e arrastada, cheia de notas altas. Deve ter dado sono assistir a esse desfile. NOTA DO SAMBA: 8,0 (Cláudio Portela).

Uma obra-prima. O melhor samba do Acesso A de 2002, disparado. Não apela para rimas. O Rio Grande do Norte é cantado com muita poesia neste samba. A melodia é emocionante. A letra é rica, usa termos próprios do local homenageado. Belo momento da Villa Rica, que não possui um histórico de sambas rico. Pena que o desfile não foi à altura deste samba. Longe disso. NOTA DO SAMBA: 10 (Franclim). Clique aqui para ver a letra do samba

8 - Rocinha - O samba fala sobre um jornal carioca que dizem soltar sangue se espremido, tamanha a quantidade de notícias violentas que traz. Como ele, é pobrinho, tanto em letra quanto em melodia. NOTA DO SAMBA: 7,8 (Cláudio Portela).

Adoro o refrão principal, pra cima, alegre. E paramos por aí. De resto o samba torna-se uma marchinha. O tema fraco não ajuda em nada. NOTA DO SAMBA: 8,8 (Franclim). Clique aqui para ver a letra do samba

9 - Estácio - Em que pese o verso ''... Sou carioca, antenado, roqueiro sarado e funkeiro de opinião...'', pode se dizer que o samba não é dos piores. Claro que não pode ser comparado com outros da escola, mas falar sobre jornal não é nada inspirador. Os últimos versos, que acabaram sendo utilizados como alusivo, remetem ao passado da histórica agremiação, que vivia uma das piores crises de sua história. NOTA DO SAMBA: 8,9 (Cláudio Portela).

Que saudade da velha Estácio e seus grandes sambas e enredos. Falo do enredo, pois ele é um dos grandes culpados pelo fraco samba da escola. O refrão do meio é de dar dó. O trecho "Vai meu leão..." que exalta a escola, salva este samba. Possui melodia irregular e letra também. NOTA DO SAMBA: 8 (Franclim). Clique aqui para ver a letra do samba

10 - Leão de Nova Iguaçu - A letra é boa, a melodia nem tanto, mas não fica devendo. Enfim, o samba está no nível dos demais, numa safra onde quase nenhum se destaca. NOTA DO SAMBA: 9,0 (Cláudio Portela).

Boa letra e melodia, faltando um pouco de explosão nos refrões. Destaque para a letra com requintes poéticos, bem engajada ao tema. NOTA DO SAMBA: 9,1 (Franclim). Clique aqui para ver a letra do samba

11 - Unidos da Ponte - ''...Alô minha Unidos da Ponte querida...'' O Pavarotti do samba dá o tom num dos melhores, senão o melhor samba do CD, cheio de sacadas inteligentes e cuja melodia é de muito bom gosto. A letra, porém, é demasiado pequena. NOTA DO SAMBA: 9,1 (Cláudio Portela).

Belo samba da Ponte. Em 2002, a escola resolveu olhar para o seu passado e trouxe um samba de melodia grave e forte, lembrando "Oferendas", um de seus principais sambas. A letra é bonita e bem resolvida e a homenagem é mais do que justa. NOTA DO SAMBA: 9,5 (Franclim). Clique aqui para ver a letra do samba

12 - Paraíso do Tuiuti - A escola, que esteve no Especial no ano anterior, tem um samba que mais parece uma compilação de antigos sucessos de co-irmãs mais famosas. Não é ruim, mas de original não tem nada. NOTA DO SAMBA: 8,8 (Cláudio Portela).

A letra deste samba não é clara, usando termos muito vagos, sem dizer nada do enredo. A melodia tem sua beleza mas não empolga em quase nenhum momento. Tuiuti e o homenageado, Arlindo Rodrigues, mereciam bem mais. NOTA DO SAMBA: 8,5 (Franclim). Clique aqui para ver a letra do samba